Aeroporto Internacional de Brasília pode ser um importante portão de entrada internacional de turistas, gerando renda e emprego para a Capital Federal.

Chico Sant’Anna, em 2010, foi candidato do Psol ao Senado. Na campanha defendeu cotas mínimas obrigatórias de vôos internacionais saindo e chegando a Brasília como forma de geração de emprego e renda.

Apesar do crescimento econômico do Brasil nos últimos anos, o desemprego de Brasíia continua com taxas elevadas. Só não é maior devido às ofertas de trabalho no serviço público federal e local.

A economia privada não tem respondido a contento e com isto, mas de 200 mil brasilienses estão desempregados. Na visão de dois candidatos do Psol, Chico Sant’Anna – 501 – candidato ao Senado Federal – e Fabrício Rocha, 50005 – candidato a distrital, o combate ao desemprego em Brasília passa pelo incremento do turismo internacional, estabelecendo-se via legislação federal uma cota mínima obrigatória de vôs internacionais chegando e partindo de Brasília.

A existência de vôos internacionais diretos a Brasília pode reduzir os custos da viagem e o tempo que o turista precisa gastar para chegar hoje à cidade, pois primeiro ele precisa fazer escala em cidades como Rio e São Paulo. De outro lado, esta comodidade também beneficiará os brasilienses que desejarem viajar ao exterior

O efeito multiplicador da operação de vôos na cidade será sentido nos setores da hotelaria, bares e restaurantes, turismo receptivo e nos próprios serviços aeroportuários, desde taxistas até manutenção e abastecimento das aeronaves.

Outro caminho defendido pelos dois candidatos é o campo de tecnologia intensiva, se valendo da mão de obra altamente capacitada na cidade.

Veja abaixo no vídeo a conversa sobre este tema entre os dois candidatos.

Mande seus comentários e sugestões sobre este tema.

Anúncios