Poema de Fim de Semana: Ashram

Por Luiz Martins da Silva

 

 Aos que me têm ungido na amizade

 

Haverá para nós um lugar, com beleza,

Onde há a luz com que dos dias nos tingimos.

Ora, são ondas, de inquietas marés de lençóis,

Ora é o próprio linho manso, estendido sobre a mesa.

 

Haverá de ser, para nós, recato, límpida fonte;

Propriamente, diria, não afeita ao tempo e ao chão,

Mas, sobretudo, incensário de vapores e címbalos,

Quando nos elevamos desde sinceras devoções.

 

Um lugar, limiar, divisa entre o pé e o horizonte;

Entre o que somos e o que ainda nem em semente;

Ânsia de vir a ser, pois não há futuro sem uma ponte;

Pois que a sejamos no deleite do que unimos para sempre.

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s