Poema de Fim de Semana: Escandalosos Crepúsculos

Poema por Luiz Martins da Silva. Foto de Chico Sant'Anna

Venero este bravo sertão,

E aos brados reverencio

Secretas brenhas da América,

Nascentes de grandes rios.

– x –

Amo e amplio veredas

Que em ânsias de infinito

Cruzam num mesmo horizonte

Terra e Céu por escrito.

– x –

Ah! Se por aqui houvera

Passados os olhos de Whitman,

A recontar do Universo

Luxúrias de um grande mito.

– x –

Quanta coisa a enumerar

Para compor um poema

Do leque do buriti

À flor da canela-de-ema.

– x –

Quando cheguei por aqui,

Já não me haviam contado,

Mas logo me apaixonei

Por uma flor do cerrado.

– x –

Por isso fiquei até hoje,

Desde meus tempos heróicos:

Candango, pau-de-arara,

Outro sertão mais ao Norte.

– x –

Um dia, meus filhos nascidos,

Não haverão de medir:

Quanta estrada para um homem

Até chegar por aqui.

– x –

Nada a contar de estranho

No mundo do natural.

Sequer o palmito guairoba,

Ou mesmo a flor do pequi.

– x –

Nada de exagerado,

Às vistas de tudo um pouco:

A lua, branca, de um lado;

O sol, laranja, de outro.

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Cultura. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Poema de Fim de Semana: Escandalosos Crepúsculos

  1. mARIA TEREZA FRANCO DE aLMEIDA FRANCO disse:

    aDORO OS POEMAS QUE V. POSTA. aMO DE paixâo

    Curtir

  2. eu também gosto muito de brasilia, de poesia, arte, musica, literatura e de amigos que mandam posts e blogs bacanas.

    Curtir

  3. Analia disse:

    Poesia e Fotografia se complementam, também sou apaixonada por elas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Curtir

  4. parabéns Chico pela imagem escandalosa e ao Luiiz Martins pelo poema, expressões de amor a Brasilia. peço autorização para publicar no site brasiliapoetica.com.br

    Curtir

  5. Rita Heloísa disse:

    “nascentes de grandes rios”, “amo e amplio veredas”, “venero este bravo sertão” – declarações que parecem com você, vindo de um “sertão mais ao norte”. Também sinto as mesmas paixões por este lugar de aqui. Rita

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s