Por Luiz Martins da Silva

 

Há, ao Sul do Rio Grande,

Uma Santa Maria

Em gotas de espinhos

Pelos que se foram tão jovens

Ornar os jardins de Deus.

 

Há, ao Sul do Rio Grande,

Sagradas famílias

Implorando pelos seus,

Meninos e meninas,

Noutra festa de porquês.

 

Há, ao Sul do Rio Grande,

Heróis em chama,

Arrebatados ao Alto,

Formaturas de luzes,

Faíscas da Percepção.

 

Haverá, ao Sul do Rio Grande

(Impossível saber agora),

Traduções de desígnios,

Imagens que os corações gravam,

Por ora, em rosas de mármore.

Anúncios