A arte de pintar e decorar os pratos se associa à culinária.
A arte de pintar e decorar os pratos se associa à culinária.

Texto e fotos por Chico Sant’Anna

Dizer que a gastronomia é uma arte já é, pra não fugir do estilo literário, arroz com feijão. Que a culinária guarda toques artísticos tanto na combinação de sabores, essências, todos sabem e já provaram. Mas os chefs e mestres cuca não se contentam apenas em fazer um delicioso e saboroso prato. É preciso que ele seja também plasticamente agradável aos olhos. Afinal, os que os olhos vêem, o paladar saboreia.

Com calda de chocolate e creme de leite, faz se brotar dois pinguins para acompanhar a torta de chocolate.
Com calda de chocolate e creme de leite, faz se brotar dois pinguins para acompanhar a torta de chocolate.

Desta forma, passou a ser comum nos restaurantes se defrontar com pratos que são verdadeiras obras de artistas plásticos. A combinação das cores dos molhos, das carnes, pastas e legumes e verduras dão um colorido especial. A esta combinação de cores – que os nutricionistas dizem ser excelente para a saúde alimentar – tem se somado uma espécie de apresentação na forma de esculturas.

Com geléia de damasco é possível decorar o lago dos cisnes.
Com geléia de damasco é possível decorar o lago dos cisnes.

Os pratos já chegam em alto relevo. Um montinho de risoto aqui, os frutos do mar contornando a guarnição, uns fios de molhos decorativos dão o toque plástico final aos pratos.

Em Santiago do Chile, no restaurante Puerto Marisco, tive a oportunidade de experimentar algo de novo – pelo menos para mim. A arte de pintar e decorar os pratos se associando  à culinária. Pinturas feitas a partir de molhos e caldas ornamentam as sobremesas. De tão belas, o cliente fica até intimidado de não tocá-las.  Comem literalmente pelas bordas.

A arte com caldas e molhos engordam aos olhos.

A arte com caldas e molhos engordam aos olhos.

É inacreditável a expertise dos garçons que fazem os adornos em tempo real, ao lado da mesa que estão servindo. Com creme de leite e calda de chocolate brota um par de pingüins para acompanharem a torta de chocolate.A calda de framboeza permite materializar o toque especial ao roxinol que, de um galho feito com chocolate, decora a compota de pêssegos.

O cisne negro, nadando em calda de maracujá, vigia o crême broulet. O kiwiw é usado para fazer as folhagens onde a “tesourinha” repousa após um vôo.

Para as crianças, até o gato Brachola surge dos molhos para dar um ar de comics ao petit gateau.

Que criança teria coragem de estraçalhar a colheradas seu herói da TV?
Que criança teria coragem de estraçalhar a colheradas seu herói da TV?

Com certeza, é um toque artístico, que acompanhado com a belíssima culinária, engorda os olhos e irá fazer com que os clientes não se esqueçam de um almoço numa fria tarde de primavera.

O único problema é a dor de consciência em ter que destruir obra de arte de tal natureza ao saborear as sobremesas.

Não consegui! Meu casal de pinguim voltou intacto para a cozinha.

Anúncios