Poema de Luiz Martins da Silva. Foto de  Chico Sant’Anna

Um homem vai à Vida,

À procura da essência,

E descobre que ela é fêmea…

Que no mundo, tudo é ciclo:

X

Floresta, savana, deserto…

Calor, frio, Sul e Norte.

Então, eis que num lar encontra

O segredo do Ser em equilíbrio,

X

Entre o que é hostil e é conforto.

De volta, ao mundo, justifica

A vida e de onde ela vem:

A Natureza, sendo Deus é a mulher.

Anúncios