Fifa insiste em não respeitar lei brasileira, não quer o nome Mané Garrincha

Estádio poderá mudar de nome | Foto: Divulgação

Apesar do nome do estádio de Brasília ter sido fixado em lei, aprovada pela Câmara Distrital, Fifa, com o silêncio de Agnelo, insiste em não aceitar a denominação Mané Garrincha.

Perto do início da Copa das Confederações, a Fifa segue com a ideia fixa de alterar o nome do estádio Mané Garrincha. A entidade já bateu o martelo e pediu a retirada do nome de Mané Garrincha do Estádio Nacional de Brasília durante as competições organizadas pela entidade, segundo noticiou nesta sexta o jornal Folha de S. Paulo.

O governador do Distrito Federal que já havia vetado a lei que batizava o estádio com o nome Mané Garrincha, não só silenciou se diante das pressões da Fifa, como enviou a CLDF um projeto de lei que suspende a aplicação do nome do ponta direita da seleção brasileira, durante os jogos da Copa. Ou seja, a homenagem só teria validade em jogos do Campeonato Metropolitano de Futebol e nas efêmeras participações das equipes locais em jogos brasileiros.

Os especialistas dizem que o procedimento é comum da Fifa em outros eventos como a Copa do Mundo. Na maioria das vezes, os estádios são batizados com nomes de patrocinadores, que pagam bem por esta distinção. A regra será válida a partir da Copa das Confederações e só aparecerá o nome Estádio Nacional de Brasília, sem a homenagem a Garrincha, nas propagandas de divulgação do evento.

Leia também:

 

Fifa quer omitir na propaganda dos jogos a homenagem ao craque das pernas tortas.

Em 2012, o governador do Distrito Federal (DF), Agnelo Queiroz, que se diz um ferrenho torcedor do Botafogo,  vetou uma lei distrital que batiza o estádio com o nome do ex-craque do Botafogo, mas os deputados estaduais derrubaram o veto.

Porém, não deve haver problemas legais para o governo do DF, pois o governo enviou na semana passada um projeto de lei à Câmara Legislativa que inclui artigo para a troca do nome durante as competições Fifa.

O estádio de Brasília custou mais de R$ 1 bilhão e as obras de adequação para a Copa do Mundo devem ficar prontas no próximo dia 21 e receberá a abertura da Copa das Confederações, entre Brasil e Japão, no dia 15 de junho.

A regra valeria para não só para a Copa das Confederações, mas também para o Mundial de 2014, que veriam o estádio ser divulgado apenas como Estádio Nacional de Brasília nas propagandas do evento.

 

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Ética na Política, Brasília - DF, Copa 2014, Copa do Mundo & Olimpíadas, Esportes, Festas & Eventos, GDF e marcado , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Fifa insiste em não respeitar lei brasileira, não quer o nome Mané Garrincha

  1. Diego de Moura disse:

    Uma falta de respeito e de gratidão a esse ícone do futebol mundial. Quase sozinho ganhou a Copa de 1962 no Chile. Sem falar que é muito feio fazer uma homenagem e depois voltar a atrás…
    Já que a FIFA que tirar o nome do Mané, coloquem de Werber Magalhães ou Ricardo Texeira. Seria ideal para esses ordinários.

    Curtir

  2. Bruno disse:

    Esse pessoal, FIFA, Marin, Ronaldo Gordo, Bebeto, etc. são uns … (Bruno, a íntegra de seu comentário é impublicável)… Chama uns … pra dar um jeito neles.

    Curtir

  3. Pingback: Copa: propaganda enganosa do GDF transforma complexo abandonado em ‘cidade do esporte’ | Brasília por Chico Sant'Anna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s