Hecatombe no Balão do Aeroporto: GDF diz que obras deixarão legado à Brasília

Balão do Aeroporto 7-4-2013 (7)Obra prevê a criação de via exclusiva para ônibus de passageiros, turistas e delegações e estará concluída até a Copa do Mundo da FIFA 2014.

Texto e fotos por Chico Sant’Anna

A administração Agnelo/Filippelli à frente do Governo do Distrito Federal considera que a população de Brasília sairá ganhando com as obras que estão sendo realizadas no Balão do Aeroporto e que resultaram na destruição total do paisagismo no local, com a derrubada de dezenas de árvores, muitas delas cinqüentenárias, e arbustos e que, na prática, destroem um dos mais tradicionais cartões postais da Capital Federal.

Para mais detalhes, leia:

Balão do Aeroporto 7-4-2013 (16)

Segundo nota oficial do GDF, autoridades ambientais do Ibram-DF deram sinal verde ao abate das árvores. Secretaria do Meio-Ambiente é comandada pelo Partido Verde.

Segundo nota enviada a este jornalista pela coordenadoria de Comunicação para a Copa, “a obra na DF-047 está na Matriz de Responsabilidade da Copa do Mundo e prevê a criação de via exclusiva para ônibus de passageiros, turistas e delegações e estará concluída até a Copa do Mundo da FIFA 2014. Quando estiver pronta, será um dos grandes legados para Brasília, pois expande a capacidade de tráfego em um dos principais pontos de retenção da cidade, principalmente nos horários de pico.” Pela nota, depreende-se que a primeira visão dos visitantes ao chegarem para a abertura da Copa das Confederações será um imenso buraco onde antes existiam flores.

A dimensão do diâmetro dos troncos das árvores da noção do tamanha da agressão protagonizada pelo GDF.

A dimensão do diâmetro dos troncos das árvores da noção do tamanha da agressão protagonizada pelo GDF.

A nota não explica que esta via direta entre o aeroporto e o início do Plano Piloto é uma espécie de “jeitinho” do GDF para substituir a linha de bondes VLT – Veículo Leve sobre Trilhos, que inicialmente, ainda no governo Arruda, estavam previstos para circularem do Aeroporto ao Estádio Mané Garrincha, passando pela W. 3 Sul e pelo Setor Hoteleiro. Como o GDF não foi competente o suficiente em tocar esta obra – Cuiabá, que é outra sede da Copa, está implantando duas linhas de VLT – foi necessário construir uma espécie de corredor expresso por onde passarão delegações de autoridades, os times de outros países e turistas que chegarem em grupos organizados. Ao contrário do que alguns pensam, esta linha em nada tem a ver com o Expresso DF, que está sendo construído para interligar o Gama ao Plano Piloto. O Expresso DF, ou BRT, não chega a trafegar pelo Balão do Aeroporto. A algumas centenas de metros antes, ele desvia por uma espécie de mergulhão e prossegue para o centro de Brasília margeando a cerca do jardim Zoológico.

Foto: Chico Sant'Anna

Obras para a Copa provocam derrubada de árvores commeio século de existência;

Em outras palavras, o Bambolê da Dona Sarah, foi detonado pela imprevidência gestora do GDF e para que alguns visitantes ilustres possam ganhar alguns minutos a mais entre o Aeroporto e o centro da cidade. É como se a cidade do Rio de Janeiro destruísse os jardins do Aterro do Flamengo para criar uma via exclusiva para aqueles que irão acompanhar os jogos do mundial de futebol naquela cidade.

O GDF em nota diz que houve uma “remoção das árvores”, mas as árvores não foram removidas, foram cortadas com moto-serra e seus troncos jazem no centro do Balão. Alguns arbustos da espécie buchinho e algumas palmeiras foram removidos, mas os técnicos do Departamento de Parques e Jardins da Novacap temem pela capacidade deles em sobreviver após a retirada. A destruição de sucupiras, imbaúbas e outras espécies do cerrado e exóticas ocorreu, segundo a nota, “com base nas regras impostas pela legislação ambiental.” E mais: “a ampliação da via, iniciada em janeiro de 2013, conta com estudo de impacto ambiental e licenciamento ambiental emitido pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram).”

Espécimes do cerrado e exóticas foram abatidas com a ação das moto-serras.

Espécimes do cerrado e exóticas foram abatidas com a ação das moto-serras.

O Ibram é um órgão da estrutura do próprio GDF e dificilmente iria se antepor às obras demandas por Agnelo. Comandada pelo Partido Verde do Distrito Federal, a secretaria de Meio Ambiente e seus órgãos tem demonstrado muito pouca personalidade e autonomia.

O GDF informa que, em compensação, fará o plantio de 4.180 mudas de espécies nativas do Cerrado. Mas estas mudas não serão plantadas no Balão do Aeroporto, que com o corredor expresso que o cortará ao meio, vai se transformar em dois semicírculos, pondo fim a um dos mais antigos ícones da Capital Federal. É assim o grande presente de aniversário que o governo Agnelo/Filippeli concede à Brasília no seu 53º aniversário.

Pelas redes sociais, tomei conhecimento que cidadãos indignados estão acionando o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Seria muito oportuna uma intervenção do MPDFT a tempo de que estragos ainda mais irreparáveis venham a acontecer.

Confira abaixo a íntegra da nota enviada pelo GDF

Imagem inline 1

Nota de esclarecimento

Brasília, 9 de março de 2013

O Governo do Distrito Federal informa que a remoção de árvores para as obras de readequação da DF-047, que liga o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek à zona central de Brasília, ocorre com base nas regras impostas pela legislação ambiental. A ampliação da via, iniciada em janeiro de 2013, conta com estudo de impacto ambiental e licenciamento ambiental emitido pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram).

Como compensação, o Departamento de Estradas e Rodagem (DER), órgão responsável pela execução dos serviços, fará o plantio de 4.180 mudas de espécies nativas do Cerrado, mais de 10 vezes o número de árvores removidas.

A obra na DF-047 está na Matriz de Responsabilidade da Copa do Mundo e prevê a criação de via exclusiva para ônibus de passageiros, turistas e delegações e estará concluída até a Copa do Mundo da FIFA 2014. Quando estiver pronta, será um dos grandes legados para Brasília, pois expande a capacidade de tráfego em um dos principais pontos de retenção da cidade, principalmente nos horários de pico.

Samanta Sallum

Coordenadora-Chefe de Comunicação para a Copa

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Brasília - DF, Cerrado, Copa 2014, Copa do Mundo & Olimpíadas, Desenvolvimento Urbano, GDF, Gestão de recursos públicos, Meio ambiente, Transporte Coletivo, Trânsito, Urbanismo. Bookmark o link permanente.

22 respostas para Hecatombe no Balão do Aeroporto: GDF diz que obras deixarão legado à Brasília

  1. Marcelo Zero disse:

    Mas o VLT, quando for concluído, não terá de passar por ali? Afinal, ainda não foi levantado o embargo ambiental ao VLT?

    Curtir

    • Marcelo, o embargo judicial ao VLT já foi levantado desde o o início de 2012. O VLT está sem traçado definido, pois uma nova licitação para a elaboração do projeto tem que ser feita por ordem da Justiça. No início do ano, a diretora da Cia do Metrô, em entrevista a BandNews, disse que o edital sairia em 15 dias. Estamos esperando até hoje.

      Curtir

  2. Heliete Bastos disse:

    Quer dizer que se o VLT for implantado do Aeroporto ao terminal da Asa Sul, como afirmou categoricamente a Sra. Ivelise, teremos nova obra além desse maravilhoso legado que estão a fazer agora? Ah, bem… Ninguém nos avisou até agora. Eu até, inocentemente, de boa fé e acreditando em uma possível capacidade de engenharia de trânsito ou sei lá de quê, pensei que tudo isso já estivesse sendo preparado para a implantação do VLT também.

    Como sou burra!! Me perdoem os leitores. Já que nos privam de informações, vou pedi-las oficialmente ao GDF.Se ele responder…

    Curtir

  3. Pingback: Obras para a Copa provocam hecatombe ambiental no Balão do Aeroporto | Brasília por Chico Sant'Anna

  4. Pingback: Hecatombe no Balão do Aeroporto: GDF diz que obras deixarão legado à Brasília / Hecatombe the Airport rotatory: GDF says works leave a legacy to Brasilia / Hecatombe en la rotonda del aeropuerto: GDF dice que las obras dejarán un legado a Brasilia |

  5. Pingback: Hecatombe no Balão do Aeroporto: GDF diz que obras deixarão legado à Brasília / Hecatombe the Airport rotatory: GDF says works leave a legacy to Brasilia / Hecatombe en la rotonda del aeropuerto: GDF dice que las obras dejarán un legado a Brasilia |

  6. Jorge Dias disse:

    É muito triste observar que a população não é convidada a participar de um eventual debate sobre uma obra como essa, que altera radicalmente a paisagem urbana, e logo em sua porta de entrada, afetando um dos mais marcantes e queridos símbolos urbanísticos da cidade. Enquanto os países de primeiro mundo protegem a paisagem urbana e o verde das cidades, nós as destruímos. Isso me lembra, guardadas as proporções, a demolição do Palácio do Monroe no RJ para se construir um estacionamento. Que bela troca! Tudo isso sem contar que ainda vem por aí as obras do VLT, que deverá demandar novas intervenções no local, denotando falta de sincronia e de planejamento por parte das secretarias do GDF, que parecem não e falar. Uma lástima! Coitado do Dr. Ozanan, que cuidou com tanto carinho do balão do aeroporto. Coitados de nós!

    Curtir

  7. O governo Agnelo é nefasto. Ele simplesmente destrói a identidade de Brasília, com seus projetos irresponsáveis. Vai deixar a terra arrasada depois de sair do governo – sair para sempre, espero.

    Curtir

  8. Luiz Ribeiro de Mendonça disse:

    Somente um governo (Eu disse ‘governo’? Disse-o mal…) irresponsável, criminoso, inconsequente faz isto com a porta de entrada de Brasíulia. Árvores com 50 anos postas abaixo desse jeito.
    O Brasil é um país sem ordem, sem respeito. A culpa é da ignorância do nosso povo que continua votando nesse tipo de gente. Irresponsavelmente, esse AgNULO paralisou obras do governo Arruda para não lhe dar crédito e somente quando imaginou que o povo havia esquecido quem as iniciou é que as levou à frente…
    Por que não construiu no Balão da Dona Sarah um mergulhão? Ele não queria fazer um buracão no centro da Esplanada dos Ministperios para construir 4 andares subterrâneos de estacionamento? Poderia muito bem ter feito o mergulhão no balão…
    As eleições vêm aí e devemos banir essa turma do poder.
    Luiz Mendonça – jornalista

    Curtir

  9. Gomes disse:

    O pessoal da fiscalização do Ibram não deixou barato. Multou os responsáveis em mais de cem mil.

    Curtir

    • Caro Gomes, a multafoi de R$ 150 mil, mas muito barata diante do estrago permanente que é o corte de árvores cinquentenárias. O Ibram nem determinou o replantio, nem abriu processo criminal a quem do DER-DF ordenou tal hacatombe ambiental. Ficou tudo em família. GDF multa GDF. Dinheiro sai de uma porta e volta pela outra.Quem paga a multa é o contribuinte que ficou sem balão. Quem ordenou o abate continua numa boa.

      Curtir

      • Gusmão disse:

        Chico, a questão da compensação ambiental (replantio de mudas) provavelmente deve ser analisada posteriormente por setor específico do órgão ambiental (IBRAM), que faz o cálculo de quantas árvores devem ser replantadas de acordo com as espécies que foram suprimidas. Quanto à questão de abertura de processo criminal não é da competência da fiscalização do IBRAM, que só apura as infrações administrativas. A apuração criminal é de competência da Polícia, que faz abertura de inquérito policial e depois encaminha ao Ministério Público que oferece a denúncia no Poder Judiciário.

        Curtir

      • Caro Gusmão,
        O Ibram pode apresentar queixa na polícia ou enviar representação ao Ministério Público. Nada em seu regimento ou na legislação o impede disso. O Ibram também poderia enviar uma representação à Comissão de Ética Pública do GDF contra o servidor que autorizou tal derrubada. Caminhos legais para agir existem, basta querer fazer.

        Curtir

  10. Ari Pereira disse:

    Brasilia precisa evoluir. Sou anti-PT de carteirinha. Mas só quem usa o Balão do aeroporto sabia o quanto estava ultrapassado o sistema viario da região. Tombamento de uma cidade inteira e ainda não concluída, é um absurdo total. Ainda bem que pararam o outro absurdo que é esse VLT – Aeroporto / Esplanada. Não sei se voces lembram, mas no lançamento do VLT, chegaram a dizer em discurso, que traria uma enorme economia pelo fato de que deputados e senadores passariam a usar o VLT ao invés de seus carros oficiais…uma ridicula piada de mal gosto.

    Curtir

  11. Pingback: Balão do Aeroporto? desvio dobrou tempo do trajeto para que vai viajar | Brasília por Chico Sant'Anna

  12. Pingback: Park Way: Palmeiras de Madagascar as novas vítimas do Expresso DF | Brasília por Chico Sant'Anna

  13. Pingback: DER-DF é multado em R$ 140 mil por destruir o Balão do Aeroporto, | Brasília por Chico Sant'Anna

  14. Pingback: Fifa dá mais um drible nas pretensões de Brasília | Brasília por Chico Sant'Anna

  15. Pingback: Balão do Aeroporto: quem foi que mentiu nº 2? | Brasília, por Chico Sant'Anna

  16. Pingback: Park Way: Queixas de moradores levam Ibram a multar DER-DF por danos causados pela obra do BRT-Sul | Brasília, por Chico Sant'Anna

  17. Pingback: Mobilidade: GDF vai privatizar gestão das estações do BRT-Sul | Brasília, por Chico Sant'Anna

  18. Pingback: BRT toma lugar do VLT do Aeroporto. Balão será reformado de novo | Brasília, por Chico Sant'Anna

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s