Santo Domingo abril 2011 (44)Poema de Luiz Martins da Silva. Foto de Chico Sant’Anna

O amigo é aquele que virá,

Para além da espera e da esperança,

Com a última gota que restou no Planeta,

No dia em que todos se converteram em vultos.

 

A amiga é aquela que virá

Com a unção de um ramo de oliveira,

Depois que a última carícia encalhou

Sobre a pedra do teu santo sepulcro.

 

Os amigos são aqueles que virão,

Em fileira, na única legião formada de poucos,

A te resgatar das sombras e dos gritos roucos,

Para um oásis de alegorias, nas Terras do Bem-virá.

 

Mas, os teus amigos nem todos hão de encarnar

O que tu sabes como teu em presença e chão,

Pois eles são mais do que vãos vislumbres

De tudo que se há de saber desses anjos particulares.

Anúncios