Poema de Fim de Semana: Visita do Papa

Por Luiz Martins da Silva

 

Não dá nem pra acreditar!

Que o Papa esteve lá em casa.

Fiquei um pouco acanhado

De sermos tão franciscanos.

 

Ele se quedo admirado,

Família de tantos irmãos.

E dizia Mui rico! Mui rico!

De um deles se chamar Chico.

 

Que vergonha! Que surpresa!

Sem quase nada na mesa,

E, de quebra, bem no dia,

D’a descarga estar quebrada.

 

E o Papa… Sorria, sorria,

A todos abençoava.

Consagrou a velha imagem

Do Sagrado Coração.

 

Minha mãe, muito devota,

Chorava de tanta alegria.

Já morto, meu pai, na foto,

Parece que a tudo assistia.

 

Cafezinho, pão de queijo,

Foi aquele beija-mão.

Havia um Papa lá em casa

E outro na televisão.

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Cultura, Literatura. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Poema de Fim de Semana: Visita do Papa

  1. Luis Turiba disse:

    Maravilha, Martins, vou compartilhar no pão de queijo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s