Shopping de elite barra apresentação de crianças com necessidades especiais

O Fashion Inclusivo é um projeto voltado para a moda que busca a inclusão de deficientes com as mais variadas necessidades especiais. Ele tem como objetivos, proporcionar aos alunos com necessidades educativas especiais situações que favoreçam a autoconfiança e a auto-estima, através da participação em desfiles de moda.

Com base no Diário do Poder

Tradição nos desfiles de moda de Brasília, o grupo de crianças com carências especiais, autistas ou com Síndrome de Down, integrantes do projeto Fashion Inclusivo, foi vetado de participar do evento produzido no Dia da Criança pelo Shopping Iguatemi deste ano. Pais dos meninos e meninas que, desde 2011 abriam o desfile, entenderam a barreira como uma exclusão aos garotos e garotas com necessidades especiais.

Leia Também:

Segundo a coordenadora do Fashion Inclusivo, professora Angela Ferreira, a explicação oficial do shopping do Lago Norte foi que “este ano não tinham espaço físico pra nós, já que sempre pedi um espaço específico pra nós para que pudéssemos ajudar as mães e na maquiagem. Sugeri que este ano íamos aceitar estar com os outros modelos”ditos normais”, mesmo assim, disseram que em reunião já tinham decidido que não estaríamos este ano?”

Para este fim de semana do Dia da Criança, estava previsto o programa do FASHION&FUN do Shopping Iguatemi. Seriam apresentadas no desfile as grifes de oito lojas. Mas ao contrário das duas edições anteriores, o Fashion Inclsuivo ficou de fora. Para compensar a exclusão sem justificativa nesta edição de 2013, o Iguatemi ofereceu ao Fashion Inclusivo um café da manhã, quando da inauguração da decoração de Natal, no dia 7 de novembro, informa a professora Angela.

Uma das mães das crainças envolvidas no projeto, Cleo Bohn, informou que justtificaram a ela que o aumento de lojas participando do evento impedia a presença o Fashion  Inclusivo.

“A diretora de marketing me contatou, se desculpando e dizendo que quer que a gente esteja lá, que o evento cresceu, aumentaram os lojistas… Sim, e eu disse: aumentaram os lojistas no desfile, aumenta a vendagem e nossos filhos ficam de fora!!! É isso que vc ensina para seus filhos?  É assim que eles vão ter que conviver, queiram ou não, com um quarto da população? Enquanto o mundo discute e caminha para a inclusão, esse Shopping exclui!!!” dise Cleo Bohn.

Se o shopping de elite barrou as crianças com necessidades especiais e que já se apresentaram até em Foz do Iguaçu em eventos internacionais, outras instituições já abriram as portas para recebê-las.

Em setembro, o Fashion Inclusivo fez abertura oficial da IV DiversidARTE no Átrio do Palácio da Justiça no TJDF. E em dezembro, a garotada fashion também poderá mostrar o talento nas passarelas no Senado, em evento programado para o dia 3.

Procurado pelo site Diário do Poder, o Shopping Iguatemi alegou – por meio de assessoria de imprensa – que o evento é de iniciativa do shopping e confirmou que neste ano as crianças com necessidades especiais não participariam. 

Posicionamento do Iguatemi Shopping

O blog Brasília, por Chico Sant’Anna recebeu, na tarde de terça-feira, 15/10, a seguinte mensagem da assessoria de imprensa encarregada em atender o estabelecimento comercial.

“A respeito da nota veiculada em seu blog sobre o Iguatemi Fashion & Fun, o Iguatemi Brasília esclarece que também é um admirador do projeto Fashion Inclusivo. Na quarta edição do Fashion & Fun o projeto continuou marcando presença e abrilhantando o evento, conforme as fotos em anexo. A nota publicada tem tido uma repercussão muito grande mas não representa o que ocorreu.  

Abaixo e em anexo, mais informações. Créditos das fotos são do Celso Júnior.

Obrigada.

Iguatemi Brasília comemora sucesso da quarta edição do Iguatemi Fashion & Fun

Evento realizado no fim de semana do Dia das Crianças uniu estilo, diversão, shows de mágica e a participação do projeto social Fashion Inclusivo

O Shopping Center Iguatemi Brasília comemora o sucesso da quarta edição do desfile Iguatemi Fashion & Fun, evento que reuniu no final de semana uma série de atrações em comemoração ao Dia das Crianças. Aproveitando o clima da Copa do Mundo de 2014 e dos grandes eventos esportivos, crianças exibiram coleções de dez grifes em uma passarela inspirada no universo do esporte. 

 O evento contou ainda com a participação do projeto social Fashion Inclusivo, iniciativa que tem por finalidade promover a inclusão de crianças com deficiência ao mundo da moda. Os meninos e meninas atendidos pelo projeto deram um show e mostraram muito estilo.

Outra grande atração do Iguatemi Fashion & Fun foi a presença do piloto Felipe Nasr, único representante brasileiro na principal categoria de acesso à Fórmula 1, a GP2.  Felipe abriu as atividades no sábado, 12, e autografou bonés para os pequenos fãs.

Além disso, espaços para jogos, brinquedos e maquiagem foram montados para divertir a turma. A academia Bodytech também participou da festa e comandou as brincadeiras na passarela durante os intervalos dos desfiles. O toque de magia ficou por conta do ilusionista Tio André, que encantou a garotada com truques interativos.

Rany Andrade
RP1 Comunicação Brasília

No segundo dia do evento, no domingo, 13/10, uma das sete grifes que participaram dos desfiles incorporou ao seu desfile crianças do Fashion Inclusivo. A abertura dos desfiles, contudo, não contou com a participação do projeto, como nos anos anteriores.  Foto de Celso Júnior/Iguatemi Shopping.

No segundo dia do evento, no domingo, 13/10, uma das sete grifes que participaram dos desfiles incorporou ao seu desfile crianças do Fashion Inclusivo. A abertura dos desfiles, contudo, não contou com a participação do projeto, como nos anos anteriores. Foto de Celso Júnior/Iguatemi Shopping.

Nota de Redação.

O Blog Brasília, por Chico Sant’Anna baseou seu relato nos depoimentos da coordenadora do projeto Fashion Inclusivo, professora Angela Ferreira, e de uma das mães, Cleo Bohn. O departamento de Marketing do Shopping foi procurado, sem êxito, para dar a versão dele. Somente nesta data de 15/10, o shopping se posicionou. Na impossibilidade de contar com a versão empresarial, este blog divulgou a resposta por ele dada ao portal Diário do Poder, conforme texto acima. 
Segundo as duas fontes ouvidas, o evento do Shopping Iguatemi foi projetado para ocorrer em dois dias, sábado e domingo, com oito grifes. Depois do ocorrido no sábado e da repercursão dos fatos, uma das grifes que desfilariam no domingo, convidou algumas das crianças participantes do projeto. Entretanto, relatam as duas, a abertura do desfile, tradicionalmente feita pelo Fashion Inclusivo, não aconteceu, nem a totalidade das crianças que tradicionamente desfilam tiveram a oportunidade de fazê-lo.

As fotos enviadas pela assessoria do shopping reforçam a informação que apenas uma das grifes, a Tyrol, efetivamente incluiu crianças com necessidades especiais em seu desfile. As sete outras grifes não o teriam feito.

Eeste blog se mantém aberto  aos dois lados deste episódio, se assim desejarem se pronunciar.

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Acessibilidade e Deficiência, Brasília - DF, Cidadania, Direitos Humanos, Discriminação, Lago Norte, Minorias sociais e marcado , . Guardar link permanente.

29 respostas para Shopping de elite barra apresentação de crianças com necessidades especiais

  1. Roberta Li disse:

    Lamentável!

    Curtir

  2. Esse shopping é a coisa mais fascista, racista e elitista que já criaram em Brasília. A primeira vez que fui na livraria cultura de lá, quando fui sair o alarme apitou três vezes, quiseram revistar minhas sacolas e tudo mais. tudo com muita elegância, claro. Até eu desconfiar que era o segurança que estava acionando o alarme de propósito, porque pessoa com cabelo enrolado e roupas que não são de grife tem que ser suspeitas, certo? Agora isso. Um shopping center que tem espaço pra um carro passear nos corredores (já vi) não tem espaço pra pessoas com necessidades especiais? Deveríamos boicotar esse espaço onde a babaquice geral impera.

    Curtir

  3. Isto é PRECONCEITO puro!!!!! Deixem de visitar e comprar no shopping IGUATEMI para que aprendam a lição!!!!!!!!

    Curtir

  4. joão roberto disse:

    Que ninguém frequente o shopping iguatemi em Brasília..Eu não vou!

    Curtir

    • Bruno Belo disse:

      Não é por nada, mas eu acho que tem que fazer o contrário. Tem que ir mesmo ao shopping, encher de adolescentes, encher o shopping de gente, mas não comprar NADA. Melhor, encher de crianças com necessidades especiais, peguem todos os pais e levem-nas, em ação similar à que os gays fizeram no shopping Frei Caneca. O povo parar de ir lá é EXATAMENTE o que eles querem, esse povo elitista e idiota não gosta de se misturar, gosta de “exclusividade”. Não boicotem deixando de ir, boicotem indo e não comprando NADA, apinhando o shopping de gente que não vai consumir, não parando no estacionamento, atrapalhando essa “gente diferenciada”! Se eu estivesse em BSB eu ajudaria a organizar isso.

      Curtir

  5. Daniel disse:

    Esse shopping é um lixo,é só você ser negro lá que já te olham estranho,segurança atrás de você… shopping de burgueses,lixo lixo lixo.

    Curtir

  6. José Santos disse:

    Se o shopping excluiu as crianças, excluam o shopping de suas visitas. Acabem com eles por inanição, a menos, é claro, que a chamada Elite o mantenha vivo. Lamentavel.

    Curtir

  7. Danielle G. Vieira Salles disse:

    Que absurdo! Tanto trabalho feito com amor e dedicação para que a inclusão aconteça e um Shopping de renome que deveria dar o exemplo tem uma atitude pobre de espirito como essa. Aliás, não devemos simplesmente aceitar, tem que dar nome aos bois. Quem decidiu isso? Certamente muitos ficaram contra na equipe, mas provavelmente não tiveram voz ativa.
    Provavelmente, não frequentar mais o shopping acabaria prejudicando outros que, como nós se revoltaram com isso. Temos ali muitos trabalhadores que precisam dos seus empregos. Acho que o ideal é procurar a justiça e exigir o que já é garantido por lei, direitos iguais. Cabe inclusive indenização já que essa é a linguagem que atinge quem pensa assim. Ainda que essa indenização seja revertida a algum projeto especifico para a inclusão.
    Nos resta pedir a Deus que toque os corações e dê inteligência para quem tem esse tipo de atitude.

    Curtir

  8. Tom Paixão disse:

    é hora de uma visitinha dos black blocs lá. ou brasilia não tem vergonha na cara?

    Curtir

  9. Camila Griguc disse:

    Gente, concordo que o shopping é elitista e não estou querendo de forma alguma defender. Mas ontem eu estava no shopping iguatemi e vi as crianças especiais desfilando. Não sei como aconteceu isso, nem se foi um consolo. Mas eu vi, eu e meu namorado.

    Curtir

    • Camila.
      Depois do escândalo que foi o episódio de sábado, umas das quatro grifes que tinham desfile previsto para o domingo, convidaram algumas modelos do projeto. Mas o desfile completo do Fashion Inclusivo mão aconteceu.

      Curtir

      • Vinícius disse:

        Sr. Chico, sua matéria está equivocada (pelo menos em grande parte) e replicando uma notícia que não é verdadeira, eu, por exemplo, sabia com antecedência que as crianças desfilariam pela grife que realmente desfilaram, não é verdade que foi algo feito em razão da repercussão de sábado. Acho que você deveria corrigir isso. Pelo visto você não estava presente e está replicando o que falaram, sem apurar direito. Vinícius

        Curtir

      • Senhor Vinicius
        Grato por participar do debate.
        As fontes que ouvi estão citadas no corpo da matéria e na resposta do Shoppinhg.

        Curtir

  10. Sandra Nascimento disse:

    lugar lixo!

    Curtir

  11. Solange Silva disse:

    Preconceito Puro…Ninguém sabe o dia de amanhã…Mas Deus sabe!!!

    Curtir

  12. Anísio disse:

    De uma sociedade falida, injusta, hipócrita e dissimulada nada de bom podemos esperar.

    Curtir

  13. Valéria Dias disse:

    Um processo,o ressarcimento de despesas e uma indenização não ilustraria a alta estima dessas crianças que foram excluídas desse desfile que provavelmente ficaram muito frustradas mas justiça seja feita,é um direito e até mesmo um dever uma atitude assim por parte dos pais e promotores desse evento pra que a inclusão e o direito de igualdade se cumpra de fato.Tenho uma filha com paralisia cerebral e sei o quanto o preconceito é grande nesse país,o quanto machuca e limita seu progresso.Processo contra esse shopping.

    Curtir

  14. Cissa disse:

    Lamentável! Pena que A burguesia da cidade vive comprando lá! Eu to fora! Bando de idiotas!

    Curtir

  15. LEILA HARTUNG disse:

    Leila Hartung.
    Acho uma vergonha, PURO PRECONCEITO.
    Minha filha é uma especial e é linda.

    Curtir

  16. rachelborges disse:

    Simples, boicotem o shopping!

    Curtir

  17. Jonathas Pericles Damasceno disse:

    Realmente não estou surpreso com este ato hediondo. Recentemente fui vítima juntamente com meu pai, do preconceito elitista dessa classe intransigente brasiliense, sou mais um negro com boa vista que vê os olhares preconceituosos dos clientes e funcionários daquele lugar, tenho também uma ótima vista para ver os seguranças que não descolavam da aba de nossas calças. Ao mesmo tempo que fico irritado com tais atos, fico triste em ver a pequenez daqueles que deveriam ter um papel exemplar nesta sociedade. Acredito piamente que o principal problema que eles possuem não é a falta de informação, a ciência de que negros, pobres e crianças com variadas síndromes são possivelmente mais humanas que eles, mas o real problema é a falta de amor pelo próximo, algo que Jesus tanto nos ensinou… Quem tiver misericórdia receberá misericórdia, e o que der amor receberá amor. Estou realmente cansado dessa situação… =/

    Curtir

  18. kátia Rocha disse:

    Interesse Capitalista contra o direito humano..Lamentável!!

    Curtir

  19. Beatriz disse:

    eu tb tenho um filho especial,lindo tem 2 aninhos e uma bença em nossas vida ,foi o meu maior presente q Deus mim deu,obrigada meu Deus por fazer minha familia
    feliz……..

    Curtir

  20. Clarita Maia Simon disse:

    É o “novo richismo” de Brasília mostrando sua verdadeira face: sua escancarada deselegância.

    Curtir

  21. Com essa atitude, o Shopping demonstrou que, de elite, não tem nada.

    Curtir

  22. Eu disse:

    Só por que o shopping convidou as crianças para desfilar duas vezes ele passou a ter a obrigação de convidá-las eternamente e com o mesmo papel? Onde foi parar a lógica?

    O projeto é louvável, porém exigir a participação é sandice. Se revoltam-se contra o shopping que deu espaço a elas três vezes, o que farão com os que não deram?

    Rebeldes sem causa.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s