Poema de Fim de Semana: Eu te amo minha Brasília

Torre de TV Por do Sol2Poema de Luiz Martins da Silva. Foto de Chico Sant’Anna

 

 

Eu te amo, minha Brasília,

Mesmo, mesmo, mesmo…

Que me trates como sacola humana

                Sacolejando em latas velhas,

                Feito de novo pau-de-arara,

                Entre o Entorno e a Rodoviária.

 

Eu te amo, minha Brasília,

Mesmo, mesmo, mesmo…

                Que os teus políticos caras-de-pau

                Votem às escondidas que nenhum crime

                Será hediondo ou nauseabundo

                Para os seus colarinhos brancos.

 

Eu te amo, minha Brasília,

Mesmo, mesmo, mesmo…

Que sejas para mim carnê sem fim

                Para uma vida de casa melhor,

                Para uma família de bolsa cheia

                De vale-tudo, menos de capital.

 

Eu te amo, minha Brasília,

Mesmo, mesmo, mesmo…

Que não sejas mais a Capital

                De tantas pessoas dignas,

                De tantos candangos pródigos

                De planos pilotos de futuros.

               

Eu te amo, minha Brasília,

Mesmo, mesmo, mesmo…

                Que tu sejas hoje imobiliária

                A lotear até mesmo a Esplanada

                De shows de democracia de fachada.

E onde estava escrito vergonha, babilônia.

 

Eu te amo, minha Brasília,

Mesmo, mesmo, mesmo…

                E te perdoo por me traíres,

                Mas também por me trazeres de volta

                A voz rouca de quem sabe ir às ruas

                Lutar por uma cidade que já foi sua.

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Brasília - DF, Cultura, Literatura e marcado , . Guardar link permanente.

5 respostas para Poema de Fim de Semana: Eu te amo minha Brasília

  1. Sandra Fayad disse:

    O meu amigo Luiz Martins escreveu tantas verdades que estão no sentimento e na percepção de cada um de nós que parece ter lido no coração e na mente de todos. É muito triste ver a nossa Brasília assim. Percebo-a desamparada, infeliz como estão os cidadãos que a amam. E por falar em amor à Brasília, completo minha fala com um pequeno poema:

    DECLARAÇÃO DE AMOR A BRASÍLIA
    Sandra Fayad

    Amo teu horizonte plano,
    Onde ainda há
    Lobeira e Lobo-Guará.
    Amo teu areal desértico
    E as Pontes sobre o Paranoá.
    Amo tuas árvores tortas,
    Que sombreiam o Tamanduá.
    Amo a saudade que sinto
    Quando estou do lado de lá.
    Então eu volto ao teu seio quente,
    Que amamenta abundantemente
    Os caminhos retos
    Que ligam meus pais
    Aos meus netos.
    Obs: Brasília fica no Planalto Central do Brasil; Lobeira –planta em extinção da qual depende o Lobo-Guará (animal em extinção) para sobreviver; Tamanduá-Bandeira (animal em extinção);Paranoá é o Lago artificial que banha a cidade.

    http://www.sandrafayad.prosaeverso.net

    Curtir

  2. Pingback: Brasília, uma capital gradeada no 56º aniversário | Brasília, por Chico Sant'Anna

  3. Nailda Maria da Rocha disse:

    Brasília agradece a singeleza dos versos, mas que não vela a crítica do contexto. Parabéns!

    Curtir

  4. Pingback: Brasília Minha: um portal para a memória candanga | Brasília, por Chico Sant'Anna

  5. Estão abertas as inscrições para o 25º Concurso Nacional de Poesias Augusto dos Anjos.

    ​Inscreva-se no 25º Concurso Nacional de Poesias Augusto dos Anjos:
    ​https://goo.gl/forms/4VEVrfCf0bhhtFPl2

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s