Você Conhece os artistas de Brasília? Conheça aqui o escultor Gil Marcelino

Gil Marcelino - Espaço Cervantino - Dom QuixotePor Chico Sant’Anna

Quadra 28 do Park Way ganha seu Espaço Cervantino

Guerrear os moinhos em um cenário povoado de panteras negras e onças pintadas.
Certamente, esta utopia não passou pela mente de Miguel de Cervantes, ao descrever as aventuras de seu heroi errante, Dom Quixote, um cavaleiro que em seus devaneios combatia moinhos imaginando-os como Dragões.

Quem passa pela Quadra 28, do Park Way, perceberá um toque diferenciado. As três únicas ruas da quadra são ornadas por animais do cerrado. Tamanduás, lobos-guarás, garças, suçuaranas, jacarés, sapo-boi… A natureza se espalha, mesmo que sob a forma de esculturas em concreto.

Eat´tuas de animas do park way (107)Com tantos animais, a quadra reclamou um padroeiro. Outro não poderia ter sido, se não, São Francisco de Assis, amigo dos animais. Sobre um banco de ferro, que sempre reserva um espaço para que uma companhia se sente, o santo contempla diariamente o por do sol do Planalto Central, tendo ao colo um filhote de suçuarana.

Se o amor a Dulcinéia era o que movia as lutas de Dom Quixote, sempre escoltado por seu fiel escudeiro, Sancho Pança, e do seu cavalo Rocinante, com certeza, é o amor as artes que traz a motivação para que Gil Marcelino. Também proveniente das terras de Castillas, este devoto de São Francisco de Assis e andarilho das trilhas do cerrado e do Caminho de Santiago de Compostela, Gil Marcelino vem transformando um recanto do Park Way, em Brasília, na Quadra das Artes. Transformação esta reconhecida na  lei distrital 4.759/12, que declarou a quadra Patrimônio Cultural do Distrito Federal, em 2012.

Gil Marcelino - Espaço CervantinoEspaço Cervantino

No ateleiê de Marcelino, a fauna do Cerrado se mistura com micro-miniaturas da Paixão de Cristo, esculturas de São Fracisco de Assis e de Dom Quixote. Com o desatino que move os ricos de espirito, Gil Marcelino deu início a novo desafio. Criar uma espécie de santuário a céu aberto a seu principal ídolo: Dom Quixote. Não se satisfez com seu mini museu que reúne mais de 200 peças, em madeira, mostrando a trajetória de Don Quijote, culminando com a sua extrema-unção. O acervo inclui também telas gigantes, uma delas medindo 2,40 metros de altura por 3,50 metros de comprimento.

Para conhecer mais artistas de Brasília, leia também:

ESPAÇO CERVANTINO (23)Mas tudo isso era pouco. E, assim, como se fora combater seus moinhos, deu inicio a gestação do Espaço Cervantino, na entrada da Quadra 28, segundo ele, o único no Brasil.
O primeiro a chegar, como que fora inspecionar o local, foi Sancho Pança. A escultura, toda feita em sucatas de metais (a barriga marca registrada do personagem é feita com um tanque de gasolina de motocicleta), traz o escudeiro, com sua marca registrada, um jamón, o presunto típico espanhol.

Não demorou muito, para que Dom Quixote, com sua armadura reluzente, cor de prata chegasse e com a espada aos céus montar praça. No escudo, uma liberalidade poetica do artista plástico. Deixou lá gravado: não permita que os que não sonham te detenham. Jamais! A autoria da frase é atribuída a Albert Einstein, o pai da lei da Lei da Relatividade.

ESPAÇO CERVANTINO (5)Assim, nos devaneios de Gil Marcelino, Don Quixote, movido por um lema de Einstein combate em terras tropicais povoadas por panteras e jacarés.

Mas o projeto não está pronto. Falta o Moinho, que deverá compor o conjunto artístico. Os vizinhos, muitos dos quais se cotizaram para ajudar nas despesas do Espaço Cervantino, cobram ainda Dulcinéia e Rocinante.

Gil Marcelino conta também com o interesse da Embaixada da Espanha no Brasil para levar a frente o projeto. Vamos ver o que eles nos reservará para surpreender a todos.

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Artes Plásticas, Brasília - DF, Cultura, Park Way. Bookmark o link permanente.

7 respostas para Você Conhece os artistas de Brasília? Conheça aqui o escultor Gil Marcelino

  1. Pingback: Você conhece os artistas de Brasília? Conheça aqui o Mamulengo Presepada | Brasília, por Chico Sant'Anna

  2. Pingback: Você conhece os artistas de Brasília? Conheça as obras de Minnie Sardinha | Brasília, por Chico Sant'Anna

  3. Pingback: Você conhece os artistas de Brasília? Conheça aqui a vidreira Luiza Dornas | Brasília, por Chico Sant'Anna

  4. Maria da Graça Carneiro da Cruz disse:

    Achei lindas as esculturas e muito bem acabadas. Parabéns gostaria de encomendar uma de BACH, mas que fosse feita a partir de uma foto de perfil que tenho. Como fazer?

    Curtir

  5. Rodrigo Staciarini disse:

    Gil Marcelino, uma honra tê-lo como nosso vizinho. Além de um grande artista, téns uma grande coração.
    Obrigado por fazer a diferença em nosso bairro!

    Curtir

  6. Pingback: Você conhece os artistas de Brasília? Conheça aqui os mosaicos de Renato Klein | Brasília, por Chico Sant'Anna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s