Chapa Arruda, Liliane Roriz e Gim traz de volta debate da Ficha Limpa.

Arruda, Gim, Roriz e Liliane

Por Chico Sant’Anna

Já há algumas semanas os rumores vinham correndo forte.

Agora, a revista Veja informa, em sua coluna Radar, que o ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, abatido na Operação Caixa de Pandora recebendo dinheiro de um esquema que ficou conhecido como o Mensalão do DEM, tentará recuperar o comando do Palácio do Buriti, em 2014. E não virá sozinho.

As redes sociais já vinham informando que, em um almoço na casa do governador de Goiás, o tucano Marconi Perillo, os ex-governadores teriam selado um destino único nas eleições de 2014. Em função da saúde debilitada – faz cinco hemodiálises por semana – o ex-governador Joaquim Roriz teria concordado em não concorrer a mais um mandato à frente do GDF e de ceder o lugar a José Roberto Arruda. As relações Roriz+Arruda são marcadas pelo amor e ódio. Arruda já desempenhou os papéis de amigo e de inimigo político de Roriz. A reaproximação dos dois teria tido, inclusive, as bênçãos de Dona Weslian Roriz, que não guardava muita simpatia por Arruda, em função deste ter se separado da ex-mulher.

Se de um lado cedeu o espaço para Arruda, Roriz teria exigido o lugar de vice-governador na chapa, para a sua caçula, a distrital Liliane Roriz. Em outros tempos, a preferência teria recaído no nome de Jaqueline Roriz, mas como esta está sendo processada no STF no envolvimento no Mensalão do DEM, a prudência recomendou um nome com menos problemas nas costas.

Leia também:

Fechando a chapa, o senador Gim Argelo, que assumiu o cargo no Senado após a renúncia de Roriz, por ocasião do episódio apelidado de Escândalo da Bezerra de Ouro. Desde que assumiu o mandato, Gim se aproximou muito do governo petista e, em especial, da presidente Dilma Roussef. Mas como diz o ditado, o bom filho a casa torna, Gim sem espaço na chapa de Agnelo à reeleição, preferiu reaglutinar-se com Roriz e Arruda.

Este palanque Arruda, Liliane, Gim deverá ser reforçado com o apoio do Democratas (partido que negou a filiação de Roriz em seus quadros) do ex-deputado federal Fraga; do PRTB, de Luiz Estevão; e do PMN de Jaqueline Roriz. A reunião de várias siglas favorece à definição do tempo de televisão no horário eleitoral e na busca de votos suficientes para alcançar o coeficiente eleitoral. Neste ano, cada partido ou coligação terá que reunir cerca de 60 mil votos para fazer um deputado distrital e 200 mil, para federal.
O cenário político eleitoral da Capital Federal começa, assim, a ganhar contornos mais claros. O deputado federal Reguffe, do PDT, deve focar mesmo seu futuro político em uma cadeira do Senado Federal. Pesquisas apontam uma posição muito confortável a ele.

Dúvidas

Persistem, contudo, muitas dúvidas em relação à cena política brasiliense:

Quando governadores de Minas Gerais e do Distrito Federal, Aécio Neves e José Roberto Arruda eram bons camaradas. Parceria poderia voltar a acontecer, em 2014?

1) Considerando que a tucana Maria de Lourdes Abadia, foi vice de Roriz em seu último mandato, que Arruda já foi Líder do PSDB, no governo de FHC, e que este casamento Roriz/Arruda foi abençoado pelo governador goiano, Marconi Perillo, também do PSDB, é legítimo questionar: será este o palanque de Aécio Neves, na Capital Federal? Se a resposta for positiva, nomes como dos deputados Izalci Lucas e Pitman terão que se acomodar como candidatos a deputado federal nestas eleições de 2014.

2) Qual será o comportamento de Paulo Octávio, hoje filiado ao PP de Maluf e na base de Dilma e de Agnelo. Ele já revelou que deverá ser candidato a deputado distrital, mas somará forças ao Rorizismo ou ficará na base de Agnelo?

3) E para onde irá Rogério Rosso? Apostará na coligação PSD-PSB e somará esforços à candidatura Rodrigo Rollemberg ou também retornará ao ninho da velha coruja da política local? Como se sabe, ele foi secretário de Desenvolvimento Econômico de Joaquim Roriz, que depois o nomeou administrador regional de Ceilândia.

4) Com o retorno de Roriz aos palanques e a queda permanente da popularidade de Agnelo Queiroz, as bases do vice-governador Tadeu Filippelli continuarão fiéis? Não se pode esquecer que Filippelli também é um egresso do clã de Roriz.

Foto: Chico Sat'Anna.

Debate sobre a ética na política e Ficha Limpa favorece a candidatura de Toninho do Psol ao GDF, em 2014. Foto: Chico Sant’Anna.

Ética na política

A presença de Roriz e de Arruda no palco eleitoral de Brasília trará novamente à ribalta, em alto e bom som, o debate da Ficha Limpa. Mesmo que neste exato momento não haja, segundo alguns juristas, empecilho para as respectivas candidaturas, é inegável que a ética na política deverá polarizar o debate eleitoral local.
Considerando que o governador Agnelo Queiroz também já andou aparecendo em manchetes com a suspeita de estar supostamente envolvido em alguns casos na Anvisa e no Ministério dos Esportes – órgãos por onde passou antes do GDF -, o debate sobre a ética na política tende a favorecer Toninho do Psol (que no segundo turno das eleições de 2010 acumulou 200mil votos e se recusou a apoiar tanto Roriz, quanto Agnelo; Para ele, não havia diferença nas duas candidaturas de então) e, eventualmente, a Rodrigo Rollemberg.

PPS nacional apoia a candidatura de Eduardo Campos – PSB-PE à presidência da República e cobra mais espaço. para Eliana Pedrosa na candidatura de Rollemberg. A presença do Senador Rodrigo Rollemberg (foto), no congresso do PPS que tirou o nome de Pedrosa ao GDF, sinaliza a disposição para um entendimento dos dois partidos.

Digo eventualmente Rodrigo Rollemberg, pelo fato de sua chapa ainda não está clara. Dependerá da percepção que a sociedade de Brasíia tiver do perfil da chapa dele.
Informações que correm na Internet dão conta de uma possível dobradinha com Eliana Pedrosa, que migrou das bases rorizistas para o PPS. Em nível nacional, o PPS decidiu apoiar a candidatura à presidência da República de Eduardo Campos. Em troca, pede mais espaço para Pedrosa no Distrito Federal.
A chegada da camarada Eliana Pedrosa ao PPS fez sair pela porta dos fundos uma liderança tradicional dos quadros do antigo partido comunista: Augusto Carvalho. Augusto, que foi secretário de Saúde de Arruda, foi se aninhar no Solidariedade, do deputado Paulinho da Força, que aqui e aculá aparece nas manchetes jornalísticas de uma forma que não o prestigia tanto assim.
Embora tenham evitado uma convivência debaixo do mesmo teto do PPS-DF, agora, são grandes as possibilidades que Poderosa e Augusto Carvalho venham somar forças em prol de uma causa comum: a candidatura Rollemberg.

Assim, a chapa de Rollemberg com a participação do PSD de Kassab e Rosso; do Solidariedade, de Augusto e Paulinho; e do PPS de Pedrosa, pode assumir um contorno no qual o debate da ética na política não seja o mais estratégico.

Oficialmente, os eleitores de Brasília só conhecerão seus candidatos em julho, mas as próximas semanas serão decisivas na definição do quadro sucessório do DF

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Brasília - DF, Eleições, Eleições em Brasília, Ficha Limpa, GDF, Política & Partidos, Psol. Bookmark o link permanente.

15 respostas para Chapa Arruda, Liliane Roriz e Gim traz de volta debate da Ficha Limpa.

  1. Byll disse:

    Infelizmente Arruda-Roriz ganharão. De consolo, pelo menos o Agnelo não será reeleito. Ou seja, estamos lascados de qualquer jeito.

    Curtir

  2. nair martins ferraz disse:

    A POPULAÇÃO APROVOU AS GRANDES OBRAS DO ARRUDA ( A NOVA ROVIÁRIA,AS VILAS OLIMPICAS, A TORRE DIGITAL,OS POSTOS POLICIAIS COMUNITÁRIOS,A LINHA VERDE DA EPTG,I A TRANSFERENCIA DO CENTRO ADMINISTRATIVO DO GDF PARA TAG. ETC….) ELE MERECE REALMENTE O VOTO DA MAIORIA ESMAGADORA.

    Curtir

  3. Pafuncio de Souza disse:

    O PSDB vai lançar o Luiz Pitiman como candidato a governador. O Aécio precisa de um palanque em Brasília e sabe que essa chapa citada por você terá sérios problemas jurídicos e êticos.

    Curtir

  4. Pingback: TJ-DF condena Arruda por improbidade administrativa | Brasília por Chico Sant'Anna

  5. Getulio Lacerda Rocha disse:

    Apontem um governador que começou a trabalhar desde o primeiro dia de governo e que fez pelo a metade do Arruda fez.

    Curtir

  6. Pingback: Eleições 2014: 61,4% reprovam governo Agnelo/Filippelli | Brasília por Chico Sant'Anna

  7. Zezinho disse:

    Que obras nenhuma ele entregou o que ele fez foi levar grana acabou com a saúde não fez nada.. absolutamente nada… posto policial que o agente não pode sair abre o olho amigo…

    Curtir

  8. Ricardo disse:

    Se Agnelo ganhar as eleições que e impossuível inacreditável inaceitável eu iria embora do DF

    Curtir

  9. maria da Conceição disse:

    Arruda, Gim, Agnelo, Roriz…ai meu Deus. Tb vamos embora de Brasília.
    M

    Curtir

  10. Pingback: A Política e o Poder - Portal / Blog » Chapa Arruda, Liliane Roriz e Gim traz de volta debate da Ficha Limpa.

  11. Pingback: A Política e o Poder – Política, Brasília, Brasil, Polêmica,Notícias, Denûncias e muito mais - - Chapa Arruda, Liliane Roriz e Gim traz de volta debate da Ficha Limpa.

  12. Pingback: TRE-DF reprova contas de partido que lançou candidatos do clã Roriz | Brasília, por Chico Sant'Anna

  13. Pingback: Clã Roriz: duas condenações em menos de 24 horas | Brasília, por Chico Sant'Anna

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s