Poema de Fim de Semana: Tatuagens

Tatuagem - beija-forPor Luiz Martins da Silva

I

Ainda queremos,

Pousada no ombro,

Borboleta azul:

Imóvel lembrança?

II

Qual estrela-anã,

Vitrola encantada.

Na faixa predileta

Repousa a manhã.

III

Que orquestra dança

Balé de muxoxos?

Nossos lábios úmidos,

Zanzando carícias.

IV

Poluções mágicas,

Só de abraçar?

Amar em New Age:

A Paz, recital. 

V

Rever as paragens

De sons tibetanos.

São zens as imagens,

Lisérgicos sonos.

 

VI

Pois de nada se olvide

Das vinhas plantadas.

Ainda a câmera alenta

O divino encenado?

 

VII

Então, cola, adere

Adesivo indelével,

Decalque retrátil,

Ao contrato da pele.

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Cultura. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Poema de Fim de Semana: Tatuagens

  1. Nailda Rocha disse:

    Eu me rendo à beleza dos versos. Injusto destacar um só. Bom final de semana!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s