Poema do Dia da Mulher: A Mulher e a Flor

Por Luiz Martins da Silva

Para a minha Lilly

 

Você, feita de amor, flor e gente, saiba

Que é a mim que a sua sombra ampara,

Quando em cada manhã vem e me apresenta

Com os trinados da aurora o dia em sua presença.

 

Se você é a cor que ao lírio chama,

Ele é a ilusão que em pétala lhana.

E, ambos, para mim, a própria glória

Das palavras que de sonho me desenham.

 

Dedico a ambos com meus olhos de rastelo

Regas de bom pastor que em seu delírio

Roga tanto à pessoa quanto ao nome que a nomeia.

 

Mas há razões de cultivar com tanto zelo,

Esses carimbos que são, um a um, pessoa e nome

Que antes da boca já o coração proclama.

Leia também outros poemas alusivos ao dia da Mulher:

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Cultura, Literatura e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s