Brasília - Eixo Rodoviário - Foto de Bento VianaPor TT Catalão*. Fotos de Bento Viana

O céu é protagonista na escala magistral da cidade e se oferece em rima aberta entre monumentos e linha do horizonte. Brasília se fez pelo ar para confirmar o valor da inspiração. Em sua bandeira, o “venturis ventis – aos ventos do futuro.

A cidade sempre nos alerta por sua luz instigadora: clama pela transparência. Reclama pela consciência. Luz a nos lembrar da urgência das leis regidas pelo lume da fraternidade.

Brasília - Plano Piloto - Foto de Bento VianaRespirar sempre na luta permanente contra as ditaduras dos controles e arrogâncias de poder.

Calcinar os que se julgam donos do bem comum. Em processo aberto, permanente, nunca uma cidade-produto.

Cidade enigma até quando foi fotografada pela primeira vez, do céu, de cima pra baixo, no registro pioneiro de Mário Fontenelle, que flagrou os rasgos no barro vermelho em que as máquinas defloravam o cerrado para marcar o primeiro ato de ocupação: abrir a terra para a Esplanada e as duas Asas, fincando no ponto central a encruzilhada, o Marco Zero, traduzido pela foto em formato de X.

Brasília - Campus UnB - Foto de Bento VianaFontenelle revela nessa primeira grafia da construção o indecifrável da cidade sempre em movimento, viva, orgânica, em construção coletiva não só de matéria, mas pelo espírito das convulsões locais e nacionais.

Um X ligando céu e terra nas tarefas emblemáticas de um Exu Monumental entre humanos e deuses, indivíduos e sistemas, municípios e estados, nação e país, território e planeta.”

*Trecho da apresentação do livro fotos aéreas “Do céu, Brasilia”, de Bento Viana.
Anúncios