Poema de Fim de Semana: Mãe

Luiz Martins da Silva

A palavra é sem rima,

Mas combina com pão,

Ainda que não haja (pai).

 

Refúgio de paz,

O socorro pronto

De todos os ais.

 

Mãe é sempre singular.

Mas, sendo uma só,

Exato plural de amor.

 

Aves cheias de graça,

Gerações todas do mundo,

Naturezas de nutrir.

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Cultura, Literatura e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s