Chapa suja no DF: a aliança política mais polêmica do Brasil

 

Publicado originalmente no Portal GQ Brasil Globo.com

GRUPO FORMADO PARA DISPUTAR O GOVERNO DO DF VAI LEVANTAR DISCUSSÕES NO PAÍS TODO

 

Tem governador preso durante o mandato, senador cassado ou que deixou o cargo para fugir da cassação, apoiadores condenados mais de uma vez por corrupção… O grupo político formado para disputar o governo do Distrito Federal (DF) vai levantar discussões que ultrapassarão as fronteiras da menor unidade federativa do país.

São figuras conhecidas da política nacional, que contam com a fraca memória do eleitor – e com brechas na Lei da Ficha Limpa (especialmente a que permite que condenados em primeira instância se candidatem) – para entrar novamente na corrida pelo poder.

Lembra deles?

Luiz Estevão de Oliveira (PRTB)
Apoiador
Ele foi o primeiro senador cassado no Brasil, em 2000, e já respondeu a 41 processos judiciais. Foi condenado em dois deles – 36 anos de prisão no caso do superfaturamento das obras do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo e quatro anos por sonegação – e tem outros três em andamento. Ele recorreu e responde em liberdade. Tem em Joaquim Roriz seu mentor. E acha isso bom.

Jaqueline Roriz (PMN)
Apoiadora
A deputada federal Jaqueline Roriz (filha de Joaquim) foi condenada em dezembro no processo do chamado Mensalão do DEM, que apura a compra de apoio parlamentar no DF. A Justiça entendeu que ela recebeu propina para apoiar… José Roberto Arruda. As opções de conchavos no DF são conhecidas – o que não impede que voltem a ocorrer.

Liliane Roriz (PRTB)
Candidata a vice-governadora
É uma das três filhas de Joaquim Roriz, líder de uma das famílias mais tradicionais do DF – a outra é justamente a família Arruda. Liliane foi a escolhida para formar a chapa nestas eleições. Deputada distrital, ela já avisou que “em política não existe vontade própria”. Alguém sente o cheiro do cacique Roriz aí.

Gim Argello (PTB)
Candidato a reeleição no Senado
Argello assumiu o cargo de senador de Roriz, quando ele o deixou para não ser cassado, em 2007, e não levantou mais da cadeira. Já foi condenado  por criar cargos comissionados “artificiais”, que serviam para aumentar os salários de servidores efetivos. É uma representação de peso da chapa Arruda-Roriz no Senado.

Joaquim Roriz (PRTB)
Apoiador
O maior cacique político do DF é o padrinho dos integrantes da aliança. Roriz foi governador do DF em quatro mandatos e só largou o osso quando foi impedido de candidatar-se, com base na Lei da Ficha Limpa. Como está inelegível até 2015 (porque renunciou ao Senado para evitar a cassação), Roriz se voltou para as carreiras dos aliados. Eles todos se conhecem – e sabem como se manter no poder.

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Ética na Política, Brasília - DF, Eleições, Eleições em Brasília e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Chapa suja no DF: a aliança política mais polêmica do Brasil

  1. Se o Governo atual não fosse tão incopetente, ele não estaria preocupado, não é verdade? A Eleição seria tranquila, mas o PT lamentavelmente não soube administrar, tanto na Esfera Federal como aqui no DF. Como pode o Df com o apoio do Governo Federal está numa maré tão ruim? O que é Barra Pesada para vc meu Amigo?

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s