Park Way: moradores reclamam da ação da Agefis contra pequenos comerciantes

Comércio Park WayTexto e fotos por Carlos Cristo

Na quinta feira, 15 de maio – faz pouco mais de uma quinzena – A Agefis teve uma ação de assédio espasmódico contra alguns estabelecimentos comerciais da Vargem Bonita. É surpreendente esse acordar, após uma hibernação, de décadas.

O Park Way tem sido objeto de deliberado descaso do GDF que, longe de cumprir suas obrigações constitucionais, imita, na esfera local, a União, tentando, de forma casuística, agir sobre as consequências da sua própria omissão.

Referimo-nos a um bairro-cidade-região administrativa, onde moram 23 mil pessoas, transitam outros milhares e, surpreendentemente, não obstante a sua condição jurídico-administrativa, sua população e sua enorme dimensão – ele é cortado por duas rodovias federais – não dispõe de infraestrutura básica para atender sua comunidade.

Mais de 500 moradores assinaram requerimento solicitando o funcionamento da padaria na Vargem Bonita

Mais de 500 moradores assinaram requerimento solicitando o funcionamento da padaria na Vargem Bonita

Lá se vão 21 anos desde a introdução do conceito condominial com até oito unidades familiares em lotes de 20mil m², com o consequente aumento vertiginoso populacional. Governos passam e nada foi feito pela adequação dos ambientes de uso coletivo públicos ou privados. A infraestrutura urbana continua a mesma, impondo sérios transtornos a nossos moradores.Vale ressaltar hoje moradores, amanhã ELEITORES.

É claro que o tamanho da demanda, a pressão da questão da mobilidade – um dos problemas ignorados pela Administração Pública – ensejaram o surgimento de comércio e de serviços de conveniência e incluímos nesse rol os serviços espirituais, prestados por várias igrejas, pois aqui não é diferente – se existe demanda existirá de um jeito ou de outro seu atendimento.

Padaria na Vargem Bonita é um dos poucos pontos de apoio que os moradores do Park Way possuem.

Padaria na Vargem Bonita é um dos poucos pontos de apoio que os moradores do Park Way possuem.

Sem locais atribuídos, sem alvará de funcionamento, mas incoerentemente providos de inscrição na Fazenda – aí o GDF não abre mão! – pequenos estabelecimentos familiares vêm atendendo parte da demanda do Park Way e de eventuais frequentadores, entre os quais os Policiais Militares do PCS da Vargem Bonita.

Só podemos concluir por uma atitude hipócrita da fiscalização da Agefis, subordinada, certamente, a desígnios políticos não explícitos, até porque a desocupação dos espaços invadidos em de áreas públicas da APA “Gama-Cabeça de Veado” que abriga grande parte do Park Way, com processos já transitados em julgado, não faz parte das ações da Agência.

Quantos pesos e quantas medidas norteiam a Agefis?

Sabemos que ela conta com a cumplicidade passiva da administradora regional, acometida da síndrome de Pôncio Pilatos, talvez por ter um reduzido leque de ferramentas institucionais à sua disposição. No entanto, dispõe de um pequeno exército de cargos comissionados , para fazer o que não conseguimos descobrir.

O Park Way  precisa de comércio, escolas, equipamentos de saúde, públicos e privados. Dispõe de áreas generosas, para isso. Mas é necessário e imperativo um sistema de planejamento participativo, que defina, com critérios técnicos, sociais e ambientais, a localização desses equipamentos, para que causem o mínimo impacto ao seu entorno.

Pode ser que isto não possa ser realizado do dia para a noite, mas pode e deve começar já!

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Administrações Regionais, Brasília - DF, Comércio varejista, Consumidor & Consumo, GDF, Park Way e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Park Way: moradores reclamam da ação da Agefis contra pequenos comerciantes

  1. Pingback: Comércio no Park Way: um debate que não cessa. | Brasília, por Chico Sant'Anna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s