Poema de Fim de Semana: Gol

GolPor Luiz Martins da Silva

Quem dera fosse,

Mera esfera lúdica,

Mas, destino pátrio.

 

Honra cívica, chute

No peito, marca passo

Do anseio da massa.

 

O gol é feito lá,

No campo, pé e olé,

Mas, de fato, gol é gozo.

 

Sublimações olímpicas,

Olas de hinos, que entoam

Os deuses uníssonos a nós.

 

Será suada glória

Tanto quanto orgia

Que escorre desde o Nirvana.

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Cultura, Esportes, Futebol, Literatura e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Poema de Fim de Semana: Gol

  1. Nailda Rocha disse:

    Um mestre nunca descansa. Ainda bem?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s