Poema de Fim de Semana: Com as cores da alma

Copa Equador e Suiça (54)Poema de Luiz Martins da Silva. Foto de Chico Sant’Anna

A bandeira que se beija

É o povo e seu chão sagrado,

Estandarte para o alto

De nossas devoções.

 

A Pátria que nos encanta,

Desde o calor de um ninho,

É alegoria e parábola,

Claves dos nossos hinos.

 

Disse um dia um patriota ( * ),

Na falta de uma bandeira,

Ela está à nossa frente,

Espelho da Natureza.

 

Quando nasce um brasileiro,

A Pátria no mesmo instante

Oferece-lhe um manto

Salpicado de estrelas.

                  * Euclides da Cunha

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Copa do Mundo & Olimpíadas, Cultura, Literatura e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s