Poema de Fim de Semana: Contemplando Entulhos

Poema de Luiz Martins da Silva. Foto de Chico Sant’Anna

 

Por circunstância alheia ao caso,

Na manhã seguinte estive na arena.

Por instantes, julguei ouvir alaridos,

Apenas roucos mexericos do vento.

 

Era o lixo um protótipo de tapete,

Refluxo de uma apoteose inconclusa,

Vestígios caóticos de melancolia,

Uma penúria patriótica alastrada.

 

Bandeiras, bandeirolas, badulaques…

Toda uma sorte de itens arrebatados,

Como se houvera da alegria uma receita.

 

Fiz, lá, minha convicta e solitária prece,

Para que possamos, adiante, contritos,

Sublimar nódoas de dor, suor e lágrimas.

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Copa do Mundo & Olimpíadas, Cultura, Literatura. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Poema de Fim de Semana: Contemplando Entulhos

  1. Nailda Rocha disse:

    Mestre. Eu estava preocupada por não estar publicando seus maravilhosos poemas, e eis que eu na verdade não li. Mas ainda há tempo de dizer: que maravilhoso! Mais um! Parabéns!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s