Brasília depois da Copa

Por Heliete R. Bastos, moradora da Asa Sul

Findo o espetáculo intitulado a “Copa das Copas”, voltamos ao triste status quo ante, em especial na Igrejinha de Fátima, localizada na entrequadra sul 307/308. A polícia sumiu! O retorno de moradores de rua, de sujeira e insegurança nas áreas próximas àquele ponto turístico da Capital, trás à tona a incapacidade do GDF em lidar com uma situação que se repete indefinidamente não somente no Plano Piloto, mas por todo o Distrito Federal.

Aos turistas, ofereceu-se um make up para encobrir a desorganização e a  falta de gestão que ronda aquele Patrimônio Cultural, fazendo presente naquela área, diuturnamente, de um a dois carros policiais, vigilantes, com a missão de afugentar aqueles que poderiam ferir a imagem da cidade e, por associação, de quem a governa.

Após os jogos, desnuda-se para os moradores da cidade sua real situação: de que continuam entregues à própria sorte! Agora, mais do que nunca, seremos solapados pelas promessas de uma enxurrada de candidatos, garantindo que, a partir de janeiro de 2015, nada será com antes!

Acredite quem quiser!

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Asa Sul, Brasília - DF, Copa 2014, Copa do Mundo & Olimpíadas, Futebol, GDF, Plano Piloto, Segurança Pública e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s