Poema de Fim de Semana: Encantando Palavras

Por Luiz Martins da Silva

 

Hora de fazer balanço,

Ou nada, só o pretexto

De ficar mandando versos,

Pelo que muito agradeço.

 

Sua leitura foi chama,

Soprada brasa de alento.

Por vezes, em verde lenha

A me avultar pensamentos.

 

Escrever, tela, alguém em mente,

Recebendo uma mensagem,

Abrindo de um manto um poema:

Formando imagens, paisagem.

 

Distância a lembrança encurta

No quanto a memória é prece,

Pessoas queridas por perto,

No sopro dos tons da saudade.

 

Difícil o manejo da flauta,

Composição, escritura.

Imagine o leitor, sacrifício,

Em dar-me gosto, leitura.

 

Pretensão, sim, foi a minha

De lhe eleger, em assédio,

Mas, o que fazer da vinha?

Sem você ela é vinagre.

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Cultura, Literatura e marcado . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s