Camp. CLS 102 e Patio Brasil (72)Poema de Luiz Martins da Silva. Foto de Chico Sant’Anna

 

I

Votar

É sempre ganho,

Não há destro nem canho,

Quando sincero o sonho.

 

II

Votar

É confiar em paz,

No melhor argumento,

A voz da consciência,

 

 

III

Votar

É voltar à crença

De que há virtudes

Numa Pátria de esperanças.

 

IV

Votar

É dever e crédito,

É semear em urna

Embrião de futuro.

 

V

Votar

É cobrar de eleito

O dito e o feito,

Ser, afinal, fiscal.

Anúncios