Cachorros foram fotografados pouco tempo antes de serem mortos. (Foto: Reprodução / Daily Mail UK)

Da Anda

O olhar cortante é revelador. É como se o destino já fosse de conhecimento deles. Como se soubessem que já estavam no corredor da morte.

O fotógrafo Yun-Fei Tou criou uma série comovente, mostrando retratos de cachorros de rua poucas horas antes de serem mortos em canis do governo de Taiwan.

O nome da série é Memento Mori, que significa “lembre que você vai morrer” em latim.

Yun-Fei Tou usou técnicas de retratos humanos – o portrait – para trazer as faces desses animais esquecidos à vida. Ele quer que as pessoas “testemunhem a decadência da vida momentos antes da morte nos cachorros” através de suas expressões.

O fotógrafo Yun-Fei Tou teve como objetivo valorizar a vida dos cães. (Foto: Reprodução / Daily Mail UK)

Os nomes dos cachorros não são citados. Existe apenas a descrição de quanto tempo depois da foto tiveram sua morte induzida. O tempo variou de 29 minutos a 14 horas.

O fotógrafo Yun-Fei Tou teve como objetivo valorizar a vida dos cães. Ele explica sua criação:

“Esses animais sem nome, em virtude do tamanho em que foram fotografados e as aproximações à escala humana, são transformados em existência…A posição de poder entre humanos e outros seres que têm sentimentos (aqueles que são considerados os “outros”) é diminuída.”

Para ver mais fotos do trabalho de Yun-Fei Tou com os cães a espera de serem sacrificados, clique aqui.

Anúncios