catatau-1Por Ana Rossi

 

Interrogando a natureza,

segue Catatau,

em sua heterogeneidade,

em seus desencantos,

em suas polissemias,

em seus gastares

e gostares

do nosso Brasil

X

Indagando Renato Cartésius,

René Descartes,

segue este catatau

com a fauna a descoberto,

com a flora em transe,

dentro do florão da língua brasileira

sempre em construção

X

Esperando o polonês

Arciszewski

junto às descordenadas artesianas,

e dos quinze pontos nos iis,

catatau segue,

estruturando visões

X

A espera fica,

qual em Beckett,

espera-se Godot,

e nessa espera,

vamos observando

nossas geminianas idéias

pela fala densa

que não respeita

nem pontuação.

X

Seguimos com as metáforas,

expressões idiomáticas,

que constróem nosso ser social

que chamamos de Brasil

nesse catatau

Anúncios