Poema no meio da semana: Na Estrada

bolo 153Por Ana Rossi

Derrubada na estrada

a cantilena acordada

segue seu rumo

despertada na alvorada

voando desesperada

a canção encontra seu lugar

 

o vermelho se torna azul

o branco se abre no verde

passos de ontém purificam o meu ser

os de hoje prepararão o amanhã

na soleira da porta

a canção encontra seu lugar

 

prestigiando o movimento

o vermelho escolhe ser azul

o registro segue torto

na imensidão do Sul

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Cultura, Literatura. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s