Diretor da Terracap nomeado por Rollemberg já foi indiciado por CPIs dos Bingos e das ONGs

O novo responsável pela comercialização das terras públicas do DF foi investigado no Congresso sob a acusação de presidir entidade de fachada, em esquema do qual integravam Carlos Cachoeira e Waldomiro Diniz

Por Matheus Teixeira. Publicado originalmente no Correio Braziliense.

Com a atribuição de coordenar as licitações e concessões de terras públicas da capital do país, o novo diretor de Desenvolvimento e Comercialização da Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap), Fábio Rodrigues Rolim, teve o nome envolvido em escândalo nacional. Ele foi indiciado em duas das principais Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) do Congresso Nacional nos últimos anos. Então presidente da ONG Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Social (IBDS), ele foi investigado por parlamentares nas CPIs dos Bingos, em 2004 — que teve como um dos envolvidos Carlinhos Cachoeira —, e das ONGs, em 2007. A comissão mais recente, que investigou irregularidades em entidades não governamentais entre 2003 e 2006, recomendou ao Ministério Público Federal propor ação contra Rolim.

Por causa das denúncias, Rolim responde, desde 2011, a processo penal por estelionato na 10ª Vara da Justiça Federal do DF, em ação na qual também são réus o ex-subchefe de Assuntos Parlamentares da Casa Civil, Waldomiro Diniz, ligado ao ex-ministro José Dirceu, Carlos Cachoeira, o advogado Rogério Buratti e outras cinco pessoas. Investigado primeiramente pelos parlamentares em 2004, o nome de Rolim voltou à pauta em 2007, em CPI específica das ONGs. As comissões apontaram que a ONG presidida por Rolim emitia notas fiscais frias para a empresa Gtech, acusada de participar de um esquema de corrupção, e se tratava de uma entidade de fachada.

Segundo o chefe da Casa Civil, Hélio Doyle, no período da transição de governo, a equipe socialista procurava profissionais técnicos habilitados a exercer alguma função no governo, quando receberam a indicação do nome de Fábio Rodrigues Rolim. “Fizemos um processo de entrevistas, conversas com pessoas que não conhecíamos, mas nos eram bem recomendadas”, conta. “Foi pedido ao presidente da empresa, Alexandre Navarro, para que conversasse com o Rolim para ter mais detalhes. Hoje (ontem) pela manhã, ele informou que havia enviado os questionamentos ao diretor. Agora, estamos esperando as explicações”, informa.

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Ética na Política, Brasília - DF, Congresso Nacional, Desenvolvimento Urbano, GDF, Justiça, Terracap. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s