Nascente no Jalapão - Tocantins (2009). Foto de Chico Sant'Anna
Nascente no Jalapão – Tocantins (2009). Foto de Chico Sant’Anna

Poema de Luiz Martins da Silva. Foto de Chico Sant’Anna

Pouco se entende de água,

Quando somos algo de peixe,

Mesmo nadando no seco.

 

Tanto do sangue que temos

Somos o sumo da água

Sem ela, apenas um seixo.

 

Águas de nossas vidas:

Desde a torrente abissal

À pia de nosso nome.

 

Planeta de quatro elementos,

(Fogo, terra, água e céu)

Somos um só nó de umbigo.

 

Vem, amor, vem comigo,

Sagrar-se de água benta,

Aquela de nossos ventres.

 

Façamos assim nosso mundo:

Eu te consagro de beijos,

De mim tu te fazes fecunda.

Anúncios