Poema no meio da semana: Encantamento 4 : Soneto da Cuca

boloPor Ana Rossi

Lá onde a lua não tem mais cara,

Lá, quando as crianças vão dormir,

Lá, onde os telhados esbarram,

Lá, bem lá longe, vivia a Cuca.

 

Com uma cara de mulher e um

Corpo de jacaré, lá vai ela,

Amedrontando crianças peraltas,

Nas noites cheias de pleno luar.

 

Pedrinho e Narizinho, na sala com

Dona Benta, preparando o jantar.

Um barulho! Cruz Credo! Estrepolias no ar.

 

Vamos todos, lá no telhado, para brincar,

E a Cuca já prestes a amedrontar,

Foi embora para dormir sete anos sem penar.  

 

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Cultura, Literatura e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s