Poema de Fim de Semana: Soneto dos Casais

Por Luiz Martins da Silva

Namorados quase vão ao Paraíso,

Quando num beijo de úmido fractal,

Aos olhos do Soberano num sorriso.

Por um instante, toc-toc no Portal.

 

Deus quer amor, nem sempre pudor.

Uma rosa de desejo não quer pejo,

Quer logo se abrir num ato de entrega,

Navio ao mar já em ondas de refrega.

 

Sagrada é a sagração da sinceridade.

Quando mútua, então, os corações.

Claro, é preciso ter uma certa idade

 

Para saber merecer o que e de quem,

Dizer, escancaradamente, eu te amo:

E, a resposta, num lampejo, eu também.

 

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Cultura, Literatura. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Poema de Fim de Semana: Soneto dos Casais

  1. Visitando a pitoresca cidade não deixei de espiar os blogs. Parabéns!

    Li o poema Soneto dos Casais. Gostei.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s