Poema de Fim de Semana: Papéis

Pilha de papel velhoPor Luiz Martins da Silva

Do papiro ao linho

O lastro de fé.

Merece canudo um

Laço de fita.

 

Da cidade de Byblos

À Bíblia Sagrada.

Do escrivão da armada

À Lavra de ofício.

 

Asa é caneta;

Pena é tinta.

Vale o que dizem,

Quanto mais, por escrito.

 

Do maché ao couché;

Do borrão, papelão;

Do ingres ao kraft;

Da seda ao canson.

 

Bilhete, canção;

Ingresso de show.

Libreto, boleto;

Delírio, moeda.

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Cultura, Literatura e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s