O retrato de Dorian GrayDiversão e cultura a custo zero. Clássico da literatura inglesa, O retrato de Dorian Gray será apresentado em Brasília, numa versão para o teatro. E o que é melhor, com entrada franca.

O texto, escrito por Oscar Wilde em 1890, conta a  história de um jovem que tem seu retrato pintado por um artista. Por algum estranho motivo, esse retrato passa a receber as marcas do tempo e da degradação, enquanto o próprio Dorian permanece imaculado. Diante da possibilidade de gozar impunemente os prazeres da vida, o personagem busca uma existência livre de sofrimento.

Um jovem de beleza apolínea. Um pintor fascinado pela perfeição do rapaz. Um aristocrata refinado e envolvente, que incita o jovem a tomar consciência de sua beleza e do poder inerente a ela. A partir desses três personagens, uma obra prima é conduzida, um caminho que parte da ingenuidade e deságua na ruína.

O retrato de Dorian Gray, adaptado e encenado por Gilson Montblanc, sob a direção de Kizio Makicélio, a peça, com duração de 60 minutos, aborda com atualidade questões importantes como o dilema de um mundo que valoriza cada vez mais a juventude e a aparência física.

De acordo com o ator Gilson Montblanc, a adaptação do livro para a linguagem teatral  busca um paralelo com o universo de hoje, sem se distanciar do original do autor.

“Trata-se, sem dúvida, de um trabalho delicado, dada a quantidade de simbolismos inseridos nesta obra e a diversidade de leituras possíveis”, conclui o ator.

Serviço:

Local: Teatro da Livraria Cultura do Casa Park
Dias: 24 de outubro às 19h e 25 de outubro às 18h
ENTRADA FRANCA

      

Ficha Técnica:

Elenco: Amilson Cayê, Gilson Montblanc e Kizio Makicélio.
Sonoplastia e Iluminação: Douglas Carvalho
Figurino: Valério Guimarães
Trilha Sonora: Augusto Barboza
Duração da peça: 60 minutos

Anúncios