Alguns trechos da Ferrovia Brasília-São Paulo estão literalmente entregue às galinhas. Foto de Cgico Sant'Anna.
Alguns trechos da Ferrovia Brasília-São Paulo estão literalmente entregue às galinhas. Foto de Chico Sant’Anna.

R$ 3,317 milhões serão investidos para elaborar o estudo de viabilidade técnica e econômica do trem Regional de Brasília. Estudos devem estar prontos em junho de 2016.

 

Por Chico Sant’Anna

A Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT lançou edital para selecionar pessoa física ou empresas que será incubida em realizar estudos acerca da viabilidade da implantação de transporte ferroviário de passageiros no corredor de Luziânia (GO) a Brasília (DF).

O Chamado Trem Regional de Brasília é um sonho antigo e apontado como a solução de transporte para os moradores do Entorno Sul que precisam se deslocar até à Capital Federal. 

O traçado deve ter uma extensão aproximada de 85 quilômetros,  entre a Rodoferroviária de Brasília e a Rodovia GO-10, em Luziânia. No Distrito Federal, a linha poderá atender moradores e trabalhadores da Cidade do Automóvel, Setores Lúcio Costa, de Inflamáveis e de Indústria e Abastecimento, Guará, onde pode existir integração com o metrô, Núcleo Bandeirante – com integração ao BRT Sul (Gama e Santa Maria), Park Way. E com alimentação de ônibus, beneficiar moradores do Gama e Santa Maria e até de Brazlândia, já que a linha férrea passa nas imediações da Estrutural. Em Goiás, as localidades de Valparaiso, Cidade Ocidental, Jardim ABC e Luziânia seriam diretamente beneficiadas. Novo Gama e Pedregal, também.

Leia mais em:

O estudo técnico a ser elaborado deverá abranger a viabilidade técnica, econômica, socioambiental e jurídico-legal. Não está definido ainda que tipo de transporte ferroviário será utilizado: trem tradicional, Veículo Leve sobre Trilho (VLT) ou outro. Mas é certo que se sair, a linha deverá ser explorada por empresa privada que receberá uma outorga de exploração de serviço de transporte ferroviário de passageiros, entre o município de Luziânia/GO e o Distrito Federal.

A empresa selecionada para elaborar os estudos técnicos terá o prazo de 240 dias corridos, contados da publicação do resultado da seleção. O custo dos estudos foram estimados em R$ 3,317 milhões.

Hoje abandonada, a Estação Bernardo Sayão, entre o Guará e o Núcleo Bandeirante poderá ser importante ponto de integração com outros tipos de transpórte coletivo. Foto de Chico Sant'Anna.
Hoje abandonada, a Estação Bernardo Sayão, entre o Guará e o Núcleo Bandeirante poderá ser importante ponto de integração com outros tipos de transpórte coletivo.
Foto de Chico Sant’Anna.

Traçado

Não é certo que o Trem Regional de Brasília venha usar trecho da linha férrea Brasília – São Paulo da extinta RFFSA – privatizada no governo Fernando Henrique e concedido à Ferrovia Centro Atlântica – FCA, atualmente utilizada somente para o transporte de cargas. Vai ser o estudo técnico que definira entre três possibilidades:

a) utilização da ferrovia existente, sem alterações no traçado atual;
b) utilização de parte da infra e superestrutura ferroviária existente, realizando-se alterações/ajustes no traçado atual, no intuito de aumentar a velocidade das composições e reduzir distâncias (retificação de trechos); e
c) implantação de nova ferrovia, com novo traçado (desconsideração da ferrovia existente).

Qualquer que seja a opção deverá ser considerada a integração com o metrô do Distrito Federal, e com os serviços locais de transporte público nos municípios do Entorno e no Distrito Federal. A integração é para facilitar a captação e distribuição de passageiros.

Veículo particular

Uma das metas do Trem é reduzir o tráfego de veículos individuais na BR-40 e na Epia. Por isso, deverá ser identificada e mensurada a propensão dos usuários de transporte público e privado à migrar para o modo ferroviário, em especial do transporte rodoviário interestadual semiurbano, bem como a propensão do usuário em realizar viagens integradas, utilizando-se do transporte ferroviário e complementando a viagem com um ou mais modos de transporte (metrô, ônibus, bicicleta, automóvel, caminhada etc.).

Anúncios