Caje: TJDF autoriza início da construção do Centro Cultural da Asa Norte

Maquete centro cultural do Caje

Maquete do Centro Cultural da Asa Norte, antigo Caje – vista principal

TJDFT homologa a construção do Polo de Justiça, Cidadania e Cultura no terreno que abrigou o Caje

 

Já foi homologado o resultado da concorrência 006/2015 do Tribunal de Justiça do Distrito Federal que visa a contratação da empresa de engenharia que irá construir o Polo de Justiça, Cidadania e Cultura do TJDFT, também conhecido por Centro Cultural da Asa Norte. A obra será realizada no terreno que abrigava o antigo Caje – Centro de Atendimento Juvenil Especializado, na 916 Norte. A empresa vencedora tem o prazo de 24 meses para concluir a obra.

Maquete centro cultural do Caje - entrada W5lPor enquanto, apenas a construção do bloco 1 do Polo está sendo contratada. Ao todo, o novo complexo, dotado de um conceito diferenciado para atender a criança e o adolescente, será composto por cinco blocos. O bloco 1 – recém licitado – contemplará a parte judicial, abrigando cinco varas com competência para infância e juventude, incluindo a Vara Regional de Atos Infracionais e a Vara de Execução de Medidas Socioeducativas.

Leia também:

Em julho deste ano, o TJDFT assinou dois protocolos de intenções para viabilizar a instalação e funcionamento do Polo de Justiça, Cidadania e Cultura. Um, com o Fundo das Nações Unidas para a Infância – Unicef, que estabelece os termos para cooperação técnica entre as partes, visando à promoção de interesses relativos à proteção da criança e do adolescente. Entre as ações, está a colaboração técnica para o futuro desenvolvimento do centro de excelência internacional com foco na garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes, que será gerido pelo UNICEF.

Maquete centro cultural do Caje - vista principalE o outro, com o GDF, que prevê a implantação do Sistema de Justiça e Cidadania da Infância e da Juventude do Distrito Federal, concebido pela Coordenadoria da Justiça da Infância e da Juventude, sob supervisão do juiz Renato Scussel, titular da Vara da Infância e da Juventude do DF. O novo sistema proposto pelo TJDFT prevê a edificação de módulos (blocos) que vão reunir instituições voltadas à promoção do atendimento especializado à criança e ao adolescente. Também visa à integração de forma sistêmica e diferenciada com a comunidade, reunindo, num mesmo local, varas da infância e da juventude, núcleo social, centro de cultura, teatro, arena coberta, pavilhão de múltiplo uso, memorial, além de espaços voltados ao esporte e ao lazer abertos à comunidade.

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Asa Norte, Brasília - DF, Cultura, Justiça, Museus, TJDF. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s