Festival na Itália homenageia a poetisa Cora Coralina

Cora é destaque na Itália

Por João Unes, publicado originalmente A Redação

Asolo, Itália – A poetisa Cora Coralina, marca cultural da cidade de Goiás (Velho), é a grande homenageada da 34ª edição do tradicional Festival de Cinema sobre Arte e Biografias de Asolo, no Nordeste da Itália. Pelas ruas da cidade histórica, habitada desde o século 1° A.C., enormes cartazes com a foto da brasileira que cantou a antiga Vila Boa dão o tom goiano deste que é um dos mais tradicionais festivais de cinema da Itália.

Cinco atrizes goianas dirigidas pelo premiado cineasta goiano Ivan Lima levaram ao palco principal do festival um pouco da história da poetisa. “Fiz um extenso trabalho de pesquisa sobre a obra de Cora e procurei trazer um pouco para os italianos”, explicou Lima.

Na solenidade de abertura, realizada na noite de sexta-feira (30/10) no Teatro Duse, a plateia formada por cineastas de vários países conheceu alguns dos célebres versos imortalizados por Aninha.

“A contemporaneidade da obra de Cora Coralina tornam seus versos universais”, definiu Cordeiro. Ele contou que a forte presença de Goiás se deve à liderança do italiano Attilio Zamperoni, que sempre prestigia o Festival de Cinema e Arte da cidade de Goiás (Fica). A cidade de Goiás e todo o Estado estão sendo homenageados com este tributo a Cora”, disse a secretária de Educação, Cultura e Esporte de Goiás, Raquel Teixeira.

A Universidade Federal de Goiás (UFG) tem três professores no júri do festival: Anselmo Pessoa, Raimundo Martins e Wolney Unes, que também é diretor do jornal A Redação.

O Art Film Festival vai até 7 de novembro, quando serão divulgados os vencedores. Confira um trecho da apresentação, concebida por Ivan Lima, que marcou a abertura do festival:

 

 

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em As riquezas do Entorno, Cinema, Cultura, Goiás, Goiás Velho, Itália, Literatura. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s