Idosos sem preferência nas UTIs do DF

O Tribunal de Justiça do DF anulou os efeitos da lei distrital nº 5.473 que assegurava aos idosos internado nos hospitais da rede pública e privada do Distrito Federal o direito a vaga em unidade de tratamento intensivo. Julgando uma ação impetrada pelo Ministério Público do DF, por unanimidade, o Conselho Especial do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios considerou a norma inconstitucional.

A  Lei Distrital 5.473, aprovada em abril deste ano era de autoria do ex-deputado distrital Evandro Garla, PRB. Segundop o MPDFT a inconstitucionalidade está exatamente no fato de a lei ter sido proposta por um deputado e não pelo governador. Argumentou-se que projetos de lei que tratam de execução de políticas públicas de Saúde são de iniciativa exclusiva do chefe do Poder Executivo. Dessa forma, a edição da lei nº 5.473 representou ingerência indevida em assunto de competência exclusiva do governador do DF.

Apesar do posicionamento do GDF e da Câmara Legislativa favorável à lei. a argumentação do MPDFT foi acatada unanimimente pelos desembargadores do tribunal e, assim,  os idosos não terão qualquer preferência de internação nos leitos de UTI da rede pública.

 

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Brasília - DF, Câmara Distrital, Desigualdade Social, Direitos sociais, Distrito Federal, GDF, Justiça, Saúde Pública, Secretaria de Saúde do DF, TJDF. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s