Poema de Fim de Semana: O Frio e o Calor

1) Travessia São Luis-Alcantara (2-a)[Composição infantil]

Poema de Luiz Martins da Silva. Foto de Chico Sant’Anna

 

 

Confianças e conivências

Entre o clima e minha alma.

Quem bate lá fora, jingle,

Vira espelho bisoté?

 

Outro tempo, outra era,

O rádio não é o mesmo.

Nos coretos, prendas musicais.

Nas igrejas, missas de réquiem.

 

Pai para dizer amém,

Muito mais que padre,

Valia o olho no olho,

 

Mas, nem tanto dente por alho.

Palavrão? Nem figurado.

Não se cruzava linha reta

De conversa entre adultos,

Nem quando a fala era luto.

 

Do latinorum ficou pouco,

Algum latido de sino.

Como ressoa até hoje

Melancolia de Schubert!

 

Ave Maria, Gratiae plena…

Benedicta tu in mulieribus.

Homem, a gente bem se sentia,

Quando hormônios em esturros.

 

Oh! Meu amor me deixe

Olhar no olhar com vagareza.

“Tu tá pensando em que?”

Indagamos, em coro e a esmo.

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Cultura, Literatura. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s