Em Valparaíso de Goiás recadastramento deve atingir 73 mil eleitores

Por Chico Sant’Anna

 

Eleitores de 98 municípios goianos devem fazer obrigatoriamente o recadastramento biométrico até fevereiro desse ano.

A data final irá variar de município para município e ficará a critério do juiz eleitoral responsável. Quem não fizer a atualização pode ter o título cancelado e ficar impedido de participar das eleições municipais desse ano, seja como eleitor, seja como candidato.

Leia também:

Dentre as 98 cidades, quatro cidades do Entorno do DF estão incluídas no recadastramento obrigatório e outras quatro na relacionadas no recadastramento opcional. A relação dos 98 municípios obrigatórios foi divulgada no portal do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO).

470 mil eleitores

Pelos dados de 2013, na região do Entorno do DF, o recadastramento obrigatório somado ao opcional pode atingir a 470 mil eleitores. Mas o volume atual deve ser bem mais elevado. Tomando-se por exemplo a cidade de Valparaiso, as estimativas é que o eleitorado chegue a 73 mil eleitores, cinco mil a mais do que consta nas estatísticas do TRE-GO.

Entre o Distrito Federal e o Entorno, existe um volume expressivo de pessoas que migram sistematicamente seus títulos a cada eleições. Quando a eleição é pra governador, votam em Brasília, quando é para prefeito, votam em suas cidades. Esse vai e vem é considerado uma fraude eleitoral e o recadastramento biométrico ajuda a sanar com esse problema.

Na região do Entorno do DF, o recadastramento é obrigatório nas seguintes cidades:

  • Cidade Ocidental – em 2013 eram 34.920 eleitores, 0,347% do eleitorado de Goiás
  • Planaltina de Goiás – 51.695 eleitores – 0,513%
  • Santo Antônio do Descoberto eleitores – 38.823 – 0,386%
  • Valparaíso de Goiás – 68.383 eleitores – 0,679%

Sub Total: 193. 821 – 1,925% do eleitorado de Goiás

Em Águas Lindas de Goiás o recadastramento deve atingir a 70 mil eleitores, mas nessa etapa ele não é obrigatório.

O recadastramento de forma opcional se faz presente em outras 19 cidades goianas, dentre elas, as seguintes localidades do Entorno:

  • Formosa – 66.249 eleitores – 0,658%
  • Luziânia (zonas 019 e 139) eleitores – 110.814 – 1,20%
  • Águas Lindas de Goiás eleitores – 69.944 – 0,695%
  • Cristalina – 29.902 eleitores – 0,297%

Sub Total: 276.909 – 2,85% do eleitorado de Goiás

Atualmente, outros 26 municípios já possuem o sistema biométrico de identificação do eleitor. O montante representa 41% do eleitorado estadual. A primeira cidade em Goiás a adotar o sistema foi Hidrolândia, na Região Metropolitana de Goiânia, em 2009.

O voto é obrigatório para quem possui entre 18 e 70 anos de idade, sendo facultativo para idosos a partir de 70 anos, analfabetos e adolescentes com idade entre 16 e 18 anos. Para fazer o recadastramento, é preciso procurar o cartório da respectiva zona eleitoral, entre o meio-dia e 18h, de segunda a sexta-feira.

O cidadão necessita levar documento oficial com foto, comprovante de domicílio e, caso possua, título de eleitor. O procedimento demora, em média, 12 minutos para ser realizado.

Lentidão

Embora tenha iniciado o recadastramento em maio de 2015, em setembro do ano passado Valparaíso de Goiás, tinha recadastrado pouco mais de 10% do seu eleitorado.

Quem não se recadastrar terá o título de eleitor cancelado. Além disso, não poderá se inscrever em concurso público, renovar matrícula em escolas e universidades oficiais, tirar passaporte, RG e CPF, receber remuneração, e, se for funcionário público, não poderá requerer aposentadoria no INSS.

Atualização opcional
Além das cidades que são obrigadas a utilizar o voto biométrico nas próximas eleições de 2016, outros 19 municípios goianos também podem fazer o recadastramento biométrico porque já contam com equipamentos instalados.

Todos os demais municípios não abrangidos até a terceira etapa integrarão a quarta e última etapa, a ocorrer entre 2017 e 2018, o que aponta para um cenário de 100% do eleitorado habilitado, nas eleições gerais de 2018.

Anúncios