Você conhece os artistas de Brasília? Conheça aqui a vidreira Luíza Dornas

Luiza Dornas TrabalhandoPor Chico Sant’Anna

 

A artista plástica Luíza Dornas durante muito tempo, como diretora da Fundação Cultural do DF, comandou os rumos artístico-culturais da capital. Ela agora resolveu brincar com fogo.

Literalmente!

Agora se dedica à arte de vidraria. Atividade que se dá em altíssimas temperaturas. Na fusão do vidro, ela busca novas formas e cores. Cada peça é produzida de forma única e artesanal. A matéria prima pode ser tanto uma velha garrafa quanto matrizes que ela a cada viagem ao exterior faz questão de abarrotar suas bagagens.

Para conhecer mais artistas de Brasília, leia também:

objeto em vidro 3

São vidros de cores distintas que serão derretidos sob uma altíssima temperatura em um forno apropriado e moldados na peça artística por ela imaginada.
As garrafas e vidros usados também podem ser usados, mas Luíza explica que a maioria das garrafas elas já é feita a partir de vidro reciclado e, portanto, carregados de altas quantidades de aditivos, o que nem sempre proporciona um produto final de qualidade. Não se tem certeza quanto à qualidade e quanto à cor do produto que surgirá.

O vidro é composto essencialmente por areia. A ela são adicionados calcário, barrilha (carbonato de sódio), alumina (óxido de alumínio) corantes ou descorantes.

Para que haja uma boa peça, é necessário que as matérias primas utilizadas tenham a mesma composição original desses componentes.

A matéria prima

O vidro é feito de uma mistura de matérias-primas naturais. A lenda conta que foi descoberto por acaso, quando, ao fazerem fogueiras na praia, os navegadores perceberam que a areia e o calcário (conchas) se combinavam através da ação da alta temperatura.

 

objeto em vidro 5

Há registros de sua utilização desde 7.000 a.C. por sírios, fenícios e babilônios. Com a integração da ciência com a tecnologia, as matérias-primas do vidro foram adquirindo novos componentes e seu processamento vem sendo constantemente alterado, possibilitando maior diversidade para seu uso. Hoje o vidro está muito presente no cotidiano de todos nós, moldado de diversas maneiras por indústrias, artesãos e artistas.

A criação:

O trabalho na arte em vidro – explica Luíza Dornas – surge de forma orgânica, com momentos para criação, produção e colheita.

objeto em vidro 6As idéias nascem a partir de desenhos (croquis) e passam por etapas de corte ou quebra, pintura ou adornos de outros materiais, indo até a moldagem em alta temperatura para a finalização da obra.

De todo esse processo nascem novas peças. Cada peça é produzida de forma única e artesanal. Algumas são multicolores. São esculturas, quadros e peças ornamentais, (utilitárias e ou decorativas) em cores vivas, tamanhos variados e formas livres.

Luiza Dornas Trabalhando 2

A designer faz questão de por a mão na massa diariamente, realizando todas as etapas do processo de criação e confecção de cada peça que exige, no mínimo, dois a três dias de trabalho.

A Artista

Luíza Dornas é uma pioneira na Capital, mora em Brasília desde 1960. Formou-se na Universidade de Brasília – UnB, em Desenho e Plástica, foi professora de Artes e na vida política candanga, foi secretária de Estado de Cultura do Distrito Federal.

objeto em vidro 4Atelier aberto – exposição

Hoje, em seu atelier no Park Way, ela dedica-se à “arte de vidraria”. Apaixonada pelo trabalho manual, sempre foi fascinada pelo poder do fogo na criação e na produção artística. A decisão de trabalhar com a fusão do vidro veio do fascínio das cores, nuances, transparências e liberdade infinita de formas que o vidro proporciona quando interage com o fogo.

Luíza Dornas  promove exposições em seu atelier  O Atelier, onde a magia acontece, ocupa área rodeada por jardim residencial, em Brasília. Ele é equipado com forno e ferramentas especiais. O espaço do atelier oferece um ambiente que estimula a criatividade que os equipamentos e os materiais permitem produzir.

O endereço eletrônico para contatos com a artista plástica Luiza Dornas é o luiza.dornas@gmail.com

 

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Artes Plásticas, Artesanato, Brasília - DF, Cultura, Park Way. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Você conhece os artistas de Brasília? Conheça aqui a vidreira Luíza Dornas

  1. Pingback: Você conhece os artistas de Brasília? Conheça aqui os mosaicos de Renato Klein | Brasília, por Chico Sant'Anna

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s