QUEBEC-PASSAGE-CHAMPLAIN-07-2016-1Por Ana Rossi

Perdida no olhar da bomba
explosão feia feita para matar

o caminhão acelera
o que nos restará
neste mar de incertezas
neste mar de dubiezas

Onde a televisão interroga
naquele momento
aquele que tudo perdeu
ainda ao seu lado
quando ela já não está mais lá

Certeira no olhar da bomba
o caminhão acelera
corpos a destroçar
a reivindicação toa:
parem de matar

A mídia fixa aquele instante
o efêmero toma conta do tempo
precisamos ser e não apenas estar

Anúncios