Poema no meio da semana: Golfadas de vento

3-lencois-ma-dez-2013-40Poema de Ana Rossi. Foto de Chico Sant’Anna

Golfadas de vento
engatinhando no meu ser
primo-vere se foram
primo-vere se vão
primo-vere virão
nas golfadas do tempo
corações em movimento
dínamo eletromagnético
com lenço e com documento
apraz-me esse tempo
para mim (mesma)
tempo sem cobrança
tempo como herança
tempo como perdões
tempo sem relento

 

Golfadas de vento
cerrado em movimento
átomos células
quantos quanta
imantação


Por isso meu desejo se torna maior
na escansão da minha canção
em dilatação

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura em Brasília, Cultura, Literatura. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s