pirenopolis-23-7-2011-21-closePoema de Luiz Martins da Silva. Foto de Chico Sant’Anna.

 

Que a minha consciência seja mais
luminosa que os meus pensamentos,
Pois ela irá saber mais do que minhas tendências
Qual a ação correta e digna de respeito.

Que a minha consciência seja mais
Do que os meus defeitos, pois
Para mais do que sei, nem todos os meus atos
Serão, de fato, o que sei sobre o bem feito.

Que a minha consciência seja mais
Limpa do que as minhas desculpas,
Sempre bem menores do que as dores
Que meu coração, sofrido, oculta.

Que a minha consciência seja mais
Correta do que as minhas atitudes,
Pois, uma vez humano, pouco sou equânime
Quanto me cobra o juízo acima do instinto.

Que a minha consciência seja mais
Próxima do próximo do que de mim mesmo,
Para que possamos num self, tu e eu
Sorrir o mesmo sorriso diante de Deus.

Que a minha consciência seja mais
Do que fotogramas de minhas memórias.
Que possamos partilhar a glória
De seguir lado a lado, diferentes, mas iguais.

Que a minha consciência seja mais
Que o belo exterior dos sentimentos.
Para que eu possa ir além do ornamento
De quem amo e do que valho em paz.

Anúncios