merendeirasEmbora as empresas terceirizadoras recebam mensalmente 1/12 avos do 13º salário pago só no fim do ano, trabalhadores terceirizados no GDF reclamam não ter recebido o benefício até agora. 

Por Robson Oliveira Silvam – Imprensa Sindiserviços-DF

Quem passou o ano inteiro garantindo o preparo e o fornecimento das refeições nas escolas públicas de Brasília, as merendeiras e milhares de trabalhadores terceirizados na limpeza de escolas, dos hospitais e postos de saúde vão ter uma ceia magra de Natal. Eles são contratados pelas empresas Dinâmica, Ipanema e Apecê, Juiz de Fora, Servegel e Real JG, G & E Serviços e Planalto e ainda não receberam o 13º salário e que deveria ter sido pago no dia 19/12, conforme determina a Convenção Coletiva da Categoria. 

A Sindiserviços-DF, sindicato que representa os trabalhadores terceirizados no DF, após pressionar os donos das empresas e o Governo do Distrito Federal (GDF), em audiências no Ministério Publico do Trabalho (MPT/DF), reuniões na superintendência regional do Trabalho e Emprego no DF (SRTE/DF) e na Comissão Geral na Câmara Legislativa do DF (CLDF), dia 8/12, conseguiu, algumas com atraso, fazer as empresas pagarem o salário, o tíquete alimentação e o vale transporte deste mês.

Em audiência pública, realizada segunda-feira (19/12), no MPT/DF, o secretario adjunto de Planejamento e Orçamento do DF, Dalmo Jorge Lima Palmeira, diante da insistente cobrança dos trabalhadores quanto ao imediato pagamento do 13º salário pelas empresas contratadas pelo GDF, prometeu apresentar uma proposta de solução às vésperas do Natal. Embora as empresas terceirizadoras recebam mensalmente 1/12 avos do 13º salário pago só no fim do ano, Apenas as empresas que prestam serviços a secretaria de Educação se comprometeram a pagar o 13 quando e se receberem a parcela de Novembro,

Denúncia

Extremamente preocupados com a situação precária que muitos trabalhadores terceirizados estão passando com os constantes atrasos para o recebimento dos seus salários e benefícios, a direção do Sindiserviços-DF ingressou com nova denuncia na SRTE/DF, para que o Órgão fiscalize as empresas e o próprio GDF enquanto contratante.

O Sindiserviços-DF reforça na denuncia que as empresas recebem um doze (1/12) avos do valor das faturas mensais para o pagamento exclusivo do 13º salário e as férias dos trabalhadores, o que não justifica o atraso no pagamento destes direitos trabalhistas.

Anúncios