palmeiras-sobre-a-escuridaoPoema de Ana Rossi. Foto de Chico Sant’Anna

 

Singela singeleza
noite branca esbranquiçada
noite dormida com sono
recupero o tempo em mim mesma

Singela singeleza
olhar os outros ouvir apenas ouvir
nessa passagem de ano porvir imediato
recupero o tempo de mim mesma

Singela singeleza
dias fartos dias raros dias felizes
antecipação do dia
recupero o tempo em mim mesma

Singela singeleza
noites fortes noites adormecidas
nas estradas nomes lembrados ecoam
recupero o tempo em mim mesma

Singela singeleza
das emoções contidas da história narrada
da presença física da pulsão
recupero o tempo de mim mesma

Singela singeleza
antecipação das noites
sem fim com início
recupero o tempo em mim mesma

Anúncios