inhotim-dez-2012-3-com-efeitoPor Luiz Martins da Silva. Foto de Chico Sant’Anna

Performance é como se está
                          Zé Reis – ator

Se você é e está, isto é poder,
O resto é maia: cilada de ilusões.

Veio o lobo e arrebatou a cria.
Cuida, pastor das restantes.

No mundo, traições e vilanias.
Cuida que a Luz se mantenha.

Marte, deus da guerra.
Há vida nas crateras?

Por lá e alhures o vento uiva
À procura de aplacar solidão.

As posses já são do ladrão.
E nem existe alvará de Planeta.

Sabe o camelo o sentido da grei,
Mas, a prudência encomenda chocalhos.

De minha janela, vejo plantas viçosas,
Mas, tenho de ser guardador de águas.

Não existem mais empregos,
Mas, o trabalho resiste para todos.

Vazio, diante de mim, um prato de lentilhas
E a pergunta de um filho: ‘Eu pedi para nascer?’

Eu confio, por ter fé e gume.
O legume virá, o Sol já brotou.

A si próprio carece perdão.
Nem tudo que podemos somos.

Anúncios