Celular pode motivar demissão por justa causa

logo-celular-proibidoO uso excessivo do celular em horário de trabalho é motivo para demissão por justa causa quando esse hábito afeta a segurança do trabalhador.Esse é o entendimento da 6ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná, mantendo a demissão por justa causa de um serralheiro por justa causa.

A demissão por justa causa é aquela em que o empregador não é obrigado a pagar aviso prévio e o trabalhador não tem liberado o seu FGTS.

No caso, o autor da ação, que trabalhou em uma pequena serralheria, foi demitido por descumprir a regra da empresa que proíbe o uso do telefone celular durante o horário de expediente por causa do uso de máquinas de corte, de polimento e de solda, além de produtos químicos tóxicos.

Leia também:

Para a relatora do recurso, Sueli Gil El-Rafihi, é dever do empregador estabelecer normas de segurança para os funcionários e, ainda, que é direito do empregador estabelecer regras e padrões de conduta a serem seguidos pelos seus empregados durante os horários de trabalho, dentre os quais a lícita proibição do uso de aparelho celular.

Fonte: Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região

 

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Ciência & Tecnologia, Direitos trabalhistas, Emprego & Mercado de Trabalho, Justiça, Justiça do Trabalho. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s