A Política candanga como ela é

Por Chico Sant’Anna

Se existe um candidato ao Buriti que já colocou a campanha na rua, esse é o tucano Izalci Lucas.

Apesar de a lei não o permitir, Izalci já está em campo em campanha eleitoral, ao lado de Hélio José (PMDB). O primeiro quer ser candidato a governador e o segundo, a senador, e cogita mesmo mudar de partido, saindo do PMDB para o PEN, de forma a garantir a legenda. Nessa empreitada, ambos contarão com o apoio do Partido Social Liberal – PSL, que em 2014 apoiou a chapa Respeito por Brasília, encabeçada por Agnelo Queiroz e Tadeu Filippelli.

Uniformizado

É possível que agora a chapa liderada por Izalci e Hélio José venha se chamar Resgatar Brasília. E já tem até uniforme: uma camisa polo, azul, com a Ponte JK como símbolo. (Alô Ministério Público, isso não configura brinde eleitoral e campanha fora de época?) Um time de 200 pré-candidatos a deputado distrital e federal e dirigentes de sete partidos (PSL, PSC, Avante, PSDC, PMB, DEM e PSDB) se reuniram uniformizados, no sábado (06/05), no Hotel Nacional. O grupo já fala em aliança para 2018 com o propósito de ‘Resgatar Brasília’ e de assegurar a eleição do maior número de distritais e federais.

Leia também:

Para evitar que poltornas do Plenário da Câmara ficassem vazias, foi preciso recorrer ao socorro dos bombeiros mirins. Foto de Alex Ferreira -Agência Câmara

Bombeiros mirins

Mas não é sempre que se consegue a casa cheia. Foi preciso recorrer ao grupamento de bombeiros mirins do DF para que a sessão na Câmara dos Deputados de homenagem aos 57 anos de Brasília não se transformasse num fiasco de público.

Convocada pelo líder da bancada do DF no Congresso, deputado Izalci Lucas (PSDB), o evento não atraiu nem mesmos seus pares candangos. Dos onze parlamentares federais, somente o senador Hélio José (PMDB) e Erika Kokai (PT) prestigiaram o evento. Para evitar um dano maior, as 396 poltronas abrigaram o pelotão infantil, evitando uma imagem de plenário vazio.

Os agrônomos informam que a Oliveira produz após 20 anos do plantio. Como a ilegibilidade decretada pela ficha limpa é de até doze anos, Liliane Roriz poderá voltar à política antes de comer a primeira azeitona produzida em seu quintal.

Azeitona na empada

Apesar de estar inelegível, com base na Lei da Ficha Limpa, Liliane Roriz é considerada a azeitona na empada da candidatura de Tadeu Filippelli, na vaga de vice. E ela não se abate com as decisões judiciais e faz planos de longo prazo, mesmo que não consiga reverter seu impedimento legal.

Além de agendar seu terceiro casamento, que deve ocorrer em uma Quinta (espécie de castelo) em Portugal, a caçula do clã Roriz foi vista recentemente comprando mudas de oliveiras. Os agrônomos informam que a árvore atinge o seu auge de produção de azeitonas cerca de vinte anos após o plantio. Como a ilegibilidade decretada pela ficha limpa é de até doze anos, Liliane Roriz poderá voltar à política antes de comer a primeira azeitona produzida em seu quintal.

E agora Erika ?

A deputada federal Erika Kokai foi eleita presidente do PT-DF. Ela terá a tarefa de definir os rumos eleitorais do partido em 2018. Já se fala em um congresso extraordinário para tratar do tema, no fim deste ano. Antes de sua eleição, havia um grupo de petistas que cogitava uma coligação com o governador Rodrigo Rollemberg. Seria uma coligação camarão, onde o PT abriria mão do Buriti por uma boa composição nas candidaturas proporcionais. Com Erika a opção Rollemberg parece estar descartada. A dúvida que fica é se o PT irá pela primeira vez na sua história em Brasília deixar de lançar um nome ao GDF e se proteger das pedras que deverão ser lançadas na sua vitrine. Para o senado, um nome quase certo é de Wasny De Roure.

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Ética na Política, Brasília - DF, Distrito Federal, Eleições, Eleições em Brasília, GDF, Política & Partidos, Propaganda Eleitoral. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para A Política candanga como ela é

  1. Pingback: Eleições 2018: Pré-candidatos queimam-se na brasa dos escândalos | Brasília, por Chico Sant'Anna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s